Mundo

Papa divulga mensagem para Dia Mundial da Paz

'Vence a indiferença e conquista a paz' é o tema escolhido pelo papa

Gerciane Alves Publicado em 11/08/2015, às 17h30

None
papa.jpg

‘Vence a indiferença e conquista a paz’ é o tema escolhido pelo papa

“Vence a indiferença e conquista a paz” é o tema eleito pelo papa Francisco para a 49ª Dia Mundial da Paz, que será realizada no primeiro dia de 2016, informou nesta terça-feira (11) a Santa Sé em comunicado.

“A mensagem pretende ser um ponto de partida para que todos os homens de boa vontade, e em particular aqueles que operam na instrução, na cultura e nos meios de comunicação, atuem (…) para construir juntos um mundo mais consciente e misericordioso, e portanto mais livre e justo”, diz a nota.

O comunicado, divulgado pelo Pontifício Conselho para a Justiça e a Paz, explica que “a indiferença em relação aos flagelos de nosso tempo é uma das causas fundamentais que vai em detrimento da paz no mundo”.

“A indiferença atual é frequentemente vinculada a diversas formas de individualismo que produzem isolamento, ignorância, egoísmo e isto leva ao desinteresse”, afirma.

Neste sentido, a nota ressalta que “o aumento das informações por si não é sinônimo do aumento de atenção aos problemas, se não for acompanhado de uma abertura das consciências no sentido solidário”.

Para obter tal objetivo “é indispensável a contribuição dada, além das famílias, por educadores, todos os formadores, os operadores culturais e os meios de comunicação, os intelectuais e os artistas”.

“A paz deve ser conquistada: não é um bem que se obtém sem esforços, sem conversão, sem criatividade e sem dialética”, explica a nota.

“Trata-se de sensibilizar e formar o sentido de responsabilidade com relação às gravíssimas questões que afligem a família humana”.

Tais como o fundamentalismo, as perseguições por causa da fé e da filiação étnica, as violações da liberdade e dos direitos dos povos, o abuso e a escravidão, a corrupção e o crime organizado e as guerras que “causam o drama dos refugiados e dos emigrantes forçados”.

Dita obra de sensibilização e formação terá como objetivo se dirigir também “às oportunidades e possibilidades para combater estes males” como “o amadurecimento de uma cultura da legalidade, da educação ao diálogo e à cooperação, que neste contexto, são formas fundamentais de reação construtiva”.

A Jornada Mundial da Paz foi instituída por Paulo VI e celebrada a cada ano no dia 1º de janeiro. A mensagem do pontífice foi enviada às chancelarias de todo o mundo e, também aponta a linha diplomática da Santa Sé para o ano que se iniciará.

Jornal Midiamax