Mundo

Jornalista britânica desiste da carreira e vira prostituta de luxo

Amanda usa o "nome artístico" de Samantha X

Diego Alves Publicado em 14/06/2015, às 02h28

None
201506091323069yue3tz8h1.jpg

Amanda usa o “nome artístico” de Samantha X

A jornalista Amanda Golff, de 40 anos, abandonou o emprego em um tabloide britânico há três anos atrás para trabalhar como prostituta de luxo. Segundo a britânica, o salário não era suficiente para o seu sustento.

A ex-jornalista, que vive atualmente em Sydney, na Austrália, chega a faturar cerca de R$ 14 mil em apenas uma noite. “É certamente um tipo diferente de indústria. Eu amo a companhia de homens, eu amo sexo e pensei que poderia muito bem ser paga pelo que fazia de graça”, contou ela ao programa ‘This Morning’ da emissora britânica ITV.

Amanda, que usa o “nome artístico” de Samantha X, relatou também, ao canal, que sua profissão vai muito além de fazer sexo com os clientes mais ricos.

“O sexo não é a maior parte do meu trabalho. É mais como uma terapia nua. Ouço muitas confissões. O meu emprego também é ser uma madame que você possa levar a um restaurante e ter uma conversa legal. Os homens não estão pagando por sexo. Eles podem ter sexo se forem a um bar ou acessarem o Tinder”, relatou.

Jornal Midiamax