Mundo

Ex-mulher de Chávez acusa governo de anular passaporte

O governo da Venezuela até agora não se manifestou sobre a reclamação

Clayton Neves Publicado em 11/08/2015, às 13h10

None
retrospectiva-hugo-chavez-19981003-08-original.jpeg

O governo da Venezuela até agora não se manifestou sobre a reclamação

A segunda mulher do ex-presidente da Venezuela Hugo Chávez, Marisabel Rodríguez, acusou o governo Nicolás Maduro de anular seu passaporte de forma ilegal, violando seu direito de viajar. A denúncia foi feita pela ex-primeira-dama em sua conta no Twitter nesta segunda-feira. Marisabel alega que cancelaram o documento por ela não ter pedido “permissão” aos agentes de segurança do Estado para deixar o país ao lado de sua filha, Rosinés Chávez, de 17 anos, único fruto do seu casamento com o ex-presidente.

“Insólito!!! Como saí de viagem com minha filha e ‘não pedi permissão’ à segurança, anularam meu passaporte”, escreveu a ex-mulher de Chávez, pedindo para o governo “não permitir esse abuso”. O governo da Venezuela até agora não se manifestou sobre a reclamação. Chávez foi casado com Marisabel entre 1997 e 2004. A separação dos dois foi litigiosa e o ex-presidente entrou na Justiça para assegurar o direito de ver sua filha Rosinés.

Jornal Midiamax