Mundo

Chuvas no Chile deixam 1 morto, 375 desabrigados e milhares sem luz

Condições meteorológicas ainda podem piorar, diz secretário do Interior

Clayton Neves Publicado em 09/08/2015, às 00h40

None
2015-08-08t183508z_1281737727_gf20000017890_rtrmadp_3_chile-weather.jpg

Condições meteorológicas ainda podem piorar, diz secretário do Interior

Os fortes temporais que atingiram grande parte do Chile nos últimos dias deixaram um morto, 375 desabrigados e fez com que 196.315 casas ficassem sem energia elétrica, informaram neste sábado (8) fontes oficiais.

O subsecretário do Interior, Mahmoud Aleuy, indicou que as condições meteorológicas adversas se intensificarão nas próximas horas, especialmente as ressacas que estão castigando o litoral da região central do país.

As fortes ondas provocaram a morte de um homem na cidade de Concón, no oeste do Chile. Ele foi arrastado pelas águas enquanto tentava amarrar seu iate.

Elas também destruíram mais de dez restaurantes próximos ao mar, especialmente em Viña del Mar, a 120 km de Santiago.

As ondas já chegam a oito metros de altura. A previsão é que elas superem os dez metros na noite de hoje, segundo as autoridades, que, além disso, indicam que pode haver tempestades de raios no centro-sul do Chile.

O Comitê de Emergência da Superintendência de Eletricidade e Combustíveis (SEC) explicou que a região mais afetada pelo temporal é Valparaíso, onde 119.878 casas estão sem energia.

Jornal Midiamax