Mundo

Cerca de 100 corpos são encontrados em vilarejo de caminhadas no Nepal

Vítimas são moradores e pessoas que estavam visitando o local

Gerciane Alves Publicado em 04/05/2015, às 10h39

None
vilarejo.jpg

Vítimas são moradores e pessoas que estavam visitando o local

A polícia do Nepal e voluntários encontraram os corpos de cerca de 100 caminhantes e moradores soterrados por uma avalanche provocada pelo terremoto devastador do mês passado, e estavam cavando na neve e no gelo em busca de sinais de dezenas de desaparecidos, disseram autoridades nesta segunda-feira (4).

Os corpos foram recuperados no sábado (2) e no domingo (3) no vilarejo de Langtang, 60 quilômetros a norte de Katmandu. O local é um destino popular para caminhadas entre turistas ocidentais.

O vilarejo inteiro, que inclui 55 abrigos para caminhantes, foi destruído pela avalanche, de acordo com as autoridades.

O balanço mais recente da tragédia cita 7.250 mortos e 14.000 feridos, mas o número definitivo será muito maior, advertiram as autoridades nepalesas.

Mais de 100 pessoas também morreram na catástrofe na China e na Índia.

Uma fonte do governo nepalês afirmou que os aviões americanos devem retirar vítimas das áreas remotas mais afetadas pelo terremoto, de 7,8 graus.

Resgates

O fim de semana foi marcado por resgates que aumentaram as esperanças dos nepaleses.

As equipes de emergência resgataram um idoso de 101 anos com vida dos escombros de sua casa em Nuwakot, localidade que fica 80 km ao noroeste de Katmandu.

A polícia também resgatou três mulheres dos escombros neste domingo em Sindupalchowk, um dos distritos mais afetados pelo terremoto, mas não revelou quanto tempo elas permaneceram sepultadas.

As principais agências de montanhismo suspenderam as expedições ao Everest, onde 18 pessoas morreram em um deslizamento provocado pelo terremoto de 25 de abril.

Jornal Midiamax