Mundo

Atentado em templo de Luxor deixa ao menos quatro feridos no Egito

O templo é um dos locais turísticos mais populares do país e visitado por estrangeiros durante todo o ano

Clayton Neves Publicado em 10/06/2015, às 13h10

None
rtemagicc_b688d8274a.jpg.jpg

O templo é um dos locais turísticos mais populares do país e visitado por estrangeiros durante todo o ano

Um homem-bomba realizou um ataque no antigo templo de Karnak, em Luxor, cidade localizada no sul do Egito, segundo autoridades locais. O templo é um dos locais turísticos mais populares do país e visitado por estrangeiros durante todo o ano. Um porta-voz do ministério da Saúde informou que os três homens responsáveis pelo ataque morreram e quatro pessoas, incluindo dois policiais, ficaram feridas, mas não há turistas entre as vítimas.

Nenhum grupo assumiu a responsabilidade do ataque até o momento. Três homens armados tentaram invadir uma barricada que leva ao templo do Karnak. Dois deles saíram do carro e iniciaram um tiroteio com a polícia, e teriam sido mortos no confronto, segundo a imprensa. O terceiro homem conseguiu ultrapassar a barreira e se explodiu.

As forças de segurança egípcias informaram que conseguiram impedir outros dois atentados no templo em Luxor. O templo não sofreu qualquer dano no incidente.

O ataque acontece uma semana depois que dois policiais foram mortos a tiros por dois atiradores em uma estrada que leva às Pirâmides de Giza. A campanha de violência no Sinai aumentou e se espalhou para outras partes do Egito após o golpe militar de 2013 que depôs o presidente Mohammed Morsi.

Em 1997, jihadistas mataram mais de 60 pessoas depois de atacar um grupo de turistas estrangeiros que visitavam o Templo de Hatshepsut, na cidade de Luxor, perto do Vale dos Reis.

Jornal Midiamax