Mundo

Animais fogem de zoo após tempestade na capital da Geórgia

Estão nas ruas de Tbilisi lobos, leões e tigres, entre outros bichos

Gerciane Alves Publicado em 14/06/2015, às 17h59

None
animais.jpg

Estão nas ruas de Tbilisi lobos, leões e tigres, entre outros bichos

Ao menos 12 pessoas morreram e cerca de 20 estão desaparecidas neste domingo (14) em Tbilisi, depois que uma chuva torrencial de cinco horas de duração inundou as ruas da capital da Geórgia. As águas provocaram danos no zoo da cidade, que não conseguiu impedir a fuga de muitos animais mortíferos como lobos, leões, tigres, hipopótamo, urso e pantera negra.

Grupos de caçadores, apoiados por helicópteros, percorrem a cidade, à procura das feras. Estariam soltos 13 lobos, seis leões e cinco tigres, entre outros bichos, informa a rede de televisão Rustavi-2.

As autoridades pediram aos moradores para permanecer em casa enquanto a busca pelos animais ainda estava em andamento no início da tarde deste domingo.

Três funcionários do zoológico morreram, como uma mulher que estava tentando salvar leões e tigres. Várias semanas atrás, ela perdeu o braço quando um tigre a atacou, de acordo com a imprensa local.

O balanço provisório das autoridades indica doze mortos nas inundações, incluindo socorristas, e 24 desaparecidos, além de 36 hospitalizações.

Três dos mortos foram encontrados na região dominada pelos animais.

Forças especiais da polícia georgiana disseram que seis lobos foram localizados no território de um hospital infantil. Moradores do bairro de Nutsubitse afirmaram à polícia que viram uma pantera negra rondando a região.

A TV local estima que cerca de 30 bichos estão soltos na cidade.

“A situação é complexa. Tbilisi não conheceu uma catástrofe natural desta dimensão”, disse o primeiro-ministro georgiano, Irakli Garibashvili.

Os serviços de emergência estão recebendo várias mensagens de cidadãos que garantiram terem visto predadores selvagens em áreas residenciais da cidade.

Os moradores do bairro de Nutsubitse avistaram em suas ruas uma pantera negra, enquanto um hipopótamo foi sedado em pleno centro da cidade, de acordo com imagens do canal de televisão local “Imedi”, que informou que mais de 30 animais fugiram do zoológico.

Jornal Midiamax