MidiaMAIS / Variedades MidiaMAIS

Uber faz campanha para alertar e repudiar racismo estrutural

A empresa usou frases ofensivas relatadas por motoristas parceiros e usuários do app

Carlos Yukio Publicado em 11/05/2021, às 15h26

(Reprodução, UberBR)
(Reprodução, UberBR)

A empresa de mobilidade Uber vai convidar os usuários para serem aliados no combate ao racismo. Em nova campanha veiculada nesta segunda-feira (10), a plataforma visa promover um conteúdo educativo, dentro do próprio app, para chamar a atenção das pessoas para o racismo estrutural. Na primeira etapa, peças físicas em pontos de ônibus, relógios de rua e posts em redes sociais mostrarão frases racistas relatadas por motoristas parceiros e usuários do app.

De acordo com a plataforma, além de reforçar que tais comportamentos não são aceitos pela companhia e podem levar ao banimento, os exemplos chamam a atenção para afirmações racistas que são reproduzidas, muitas vezes, de forma velada e sistêmica.

Na segunda fase, uma série de vídeos mostrará, de maneira mais didática, como esses exemplos são parte do racismo estrutural e por que ter consciência disso é importante para ajudar a mudar essa realidade. Os vídeos serão distribuídos nas próximas semanas dentro do aplicativo da Uber para 23 milhões de pessoas – 22 milhões de usuários e 1 milhão de parceiros.

Conteúdo da campanha

O desenvolvimento do conteúdo educativo foi coordenado pela Promundo, ONG focada na igualdade de gêneros e que já trabalhou com instituições como a ONU, o Banco Mundial e a OMS. A pedido da Uber, a Promundo realizou grupos de discussão com dezenas de usuários, motoristas parceiros e ativistas de diferentes cidades do país e, com isso, conseguiu informações que auxiliaram na elaboração de conteúdos.

Além da Promundo, Celso Athayde, fundador da CUFA, e especialistas da Frente Nacional Antirracista também auxiliaram a empresa para chegar ao formato e abordagem final da campanha. O ID_BR , Instituto Identidades do Brasil, também tornou-se parceiro da Uber este ano e atuará nas demais iniciativas de combate ao racismo. Confira:

Jornal Midiamax