MidiaMAIS / TV & Novela

Vergonha alheia em Nos Tempos do Imperador: personagens que perderam sentido morrerão na trama

Descubra o verdadeiro motivo de Germana e Licurgo morrerem em "Nos Tempos do Imperador"

João Ramos Publicado em 14/09/2021, às 12h23

Hilários e com certa relevância em "Novo Mundo", os dois perderam a função e ficaram soltos em "Nos Tempos do Imperador"
Hilários e com certa relevância em "Novo Mundo", os dois perderam a função e ficaram soltos em "Nos Tempos do Imperador" - (Fotos: TV Globo)

"Germana e Licurgo deveriam ter ficado em Novo Mundo". A opinião popular na internet é praticamente unanimidade sobre personagens que perderam sentido na desastrosa novela das seis "Nos Tempos do Imperador".

Os dito cujos faziam parte da obra anterior dos mesmos autores da atual trama que ocupa a faixa das 18 horas e continuaram existindo no folhetim que deu sequência ao que pode se tornar uma trilogia da história do Brasil - já que os autores pretendem realizar uma terceira novela com a história da Princesa Isabel.

Em "Novo Mundo" (2017), assinada por Thereza Falcão e Alessandro Marson, os golpistas maltrapilhos Germana e Licurgo tiveram destaque no núcleo cômico, juntamente com a personagem Elvira Matamouros (Ingrid Guimarães). O sucesso do casal esquisito, que vivia tentando se dar bem passando a perna nos outros, fez eles serem mantidos como personagens em "Nos Tempos do Imperador", história que dá sequência à "Novo Mundo".

Primeira imagem mostra o casal em "Novo Mundo" e a segunda em "Nos Tempos do Imperador" (Fotos: TV Globo)

Enquanto a primeira abordou a proclamação da Independência do Brasil, a segunda foca em Dom Pedro II, herdeiro direto de Dom Pedro I. Poucos anos separam as histórias, mas o tempo foi considerado suficiente para que Germana (Viviane Pasmanter) e Licurgo (Guilherme Piva) estivessem vivos na continuação.

Perderam a função

Hilários e com certa relevância em "Novo Mundo", os dois perderam a função e ficaram soltos em "Nos Tempos do Imperador". Até o tom ficou forçado e o texto não colabora, propondo sequências que extrapolam os limites do constrangimento para quem assiste.

Imediatamente, o público notou e apontou que os personagens são completamente inúteis na novela das seis. Queridinhos na primeira trama, Licurgo e Germana foram destruídos em "Nos Tempos do Imperador" pela "forçação de barra" com o humor e até pela falta do acerto do tom, já que revisitar um papel vivido no passado é um desafio muito difícil para qualquer ator.

Morte trágica dará fim à sessão de constrangimentos (Foto: TV Globo)

Vão morrer

Nos próximos capítulos, eles vão desaparecer da novela das seis, morrendo de forma trágica. Tudo começará quando Teresa (Leticia Sabatella) fizer um leilão de suas joias no cassino de Quinzinho (Augusto Madeira). Durante o evento, o casal de trambiqueiros roubará peças e fugirá. Eles serão perseguidos pela polícia, mas conseguirão escapar. Eles andarão por uma estrada de ferro, em êxtase.

"Nós conseguimos! Deu certo, Germaninha", dirá Licurgo. Neste momento, ela tropeçará e levará um tombo. Ao tentar se levantar, descobrirá que ficou presa: "Licurgo! Ai, prendi meu pé em alguma coisa", comentará. "Foi na linha do trem", completará ele. " Que trem?", quesionará Germana. "Aquele!", apontará Licurgo para uma luz no horizonte.

Licurgo, então, começará a tentar soltá-la desesperadamente, mas se dará conta de que não conseguirá. "Eu te amo, mas não tem como te soltar. Adeus, Germaninha. Meu amor. Vou lembrar de você para sempre. Agora, passa as joias", disparará o velho caquético.

"Quer?", perguntará ela, esticando a mão com um saco. Quando ele for pegar o material, será puxado pela mulher. "Me solta, Germana. O trem!", gritará desesperado. "Vamos morrer juntos", concluirá ela. Em seguida, no entanto, Germana desistirá e resolverá liberá-lo.

"Não esquece que eu te amo. Vai, Licurgo", declarará. "Sem você? Para quê?", responderá o malandro, que a abraçará. Os dois, então, serão atropelados.

Caquéticos, os dois se tornaram impossíveis com a pandemia (Foto: TV Globo)

Coronavírus matou

Embora a repercussão seja das piores, não é a rejeição da audiência que vai fazer os personagens morrerem no folhetim. A sequência escrita e gravada em 2020 só se deu por conta da pandemia do coronavírus, a verdadeira assassina do casal.

O processo de caracterização dos atores Viviane Pasmanter e Guilherme Piva se tornou impossível com os protocolos de biossegurança impostos pela Covid. Para que eles pudessem se transformar nos asquerosos personagens eram gastas 3 horas por dia, fazendo a participação dos dois inviável na novela.

A adaptação foi necessária por questões sanitárias e ocorrerá por volta do capítulo 35, previsto para ir ao ar esta semana. Apesar de abrupta e provocada a contra gosto, a alteração no rumo dos dois acabou salvando os atores e o público de mais vergonha alheia e constrangimento. Confira opiniões que rolam na internet sobre os bizarros personagens:

Jornal Midiamax