MidiaMAIS / TV & Novela

'Salve-se Quem Puder' marca pior semana mostrando protagonista comendo papel e sendo torturada por galinha

Nem sequência em homenagem à cena clássica da teledramaturgia brasileira segurou o Ibope

João Ramos Publicado em 05/06/2021, às 15h57

Filipa avançou em Kyra para arrancar a verdade
Filipa avançou em Kyra para arrancar a verdade - (TV Globo)

Os capítulos inéditos de "Salve-se Quem Puder" parecem não estar empolgando os telespectadores desde que começaram a ser exibidos em 17 de maio. A cada semana, a audiência da única novela inédita da Globo despenca.

Esta, em especial, recheada de acontecimentos hilários, não prendeu o público na frente da televisão. Antes do feriado de Corpus Christi e de ter começado mais cedo por causa de futebol (o que atrapalha a média de audiência), a trama registrou índices baixos por ser a única inédita na programação.

A semana começou bem, com 28 pontos (3 acima da meta de 25), mas logo na terça-feira (01), quando exibiu o desfecho da homenagem à clássica cena de guerra de comida entre Paulo Autran e Fernanda Montenegro na novela "Guerra dos Sexos", "Salve-se" espantou o público conquistado no dia anterior.

Segunda-feira (31), o folhetim se encerrou após as três protagonistas serem flagradas por Ermelinda e Zezinho toda sujas após a guerra no café da manhã. A cena em homenagem à "Guerra dos Sexos" não segurou a audiência para o dia seguinte, quando a novela mostrou Kyra (Vitória Strada) comendo papel.

Sequência prestou homenagem à novela clássica de Sílvio de Abreu, padrinho na ficção de Daniel Ortiz, autor da trama (TV Globo)

Alexia (Deborah Secco) estava escondendo de Zezinho (João Baldasserini) o documento onde Renzo oficializava a Fundação Kyra Romantini. Para não ser descoberta, ela deu o papel à Kyra e a mandou engolir. Assim a atrapalhada o fez.

Em seguida, Ermelinda (Grace Gianoukas) e Zezinho torturaram a mocinha para que ela revelasse o conteúdo verdadeiro no papel. Eles jogaram a galinha Filipa, maior pavor de Kyra, em cima dela.

Filipa atacou a decoradora, depois dela ter sido lambusada de comida e mastigado papel. As bizarrices sem fim, apesar de hilárias, não tem feito "Salve-se Quem Puder" se manter num patamar parecido ao de 2020.

Momento em que a personagem de Vitória Strada é torturada pela galinha do 'mal' (TV Globo)

Vendo de longe

Antes de ser interrompida pela pandemia, a novela se despediu da faixa na casa dos 30 pontos, e agora pena entre 26 e 28. O recorde negativo de toda a obra se deu na quarta-feira (02), quando a trama atingiu míseros 21 pontos, ficando 4 abaixo da meta.

Entretanto, a culpa não foi absolutamente sua, já que a Globo antecipou a programação aquele dia por causa do jogo de futebol à noite. Começando mais cedo, a novela foi muito prejudicada, e sem fortes acontecimentos, acabou derrapando ainda mais. Na quinta, "Salve-se" voltou a marcar 25, dentro da marca exigida, mas abaixo do esperado por seu apelo inédito, finalizando sua pior média semanal desde o início em janeiro de 2020.

Com apenas mais um mês no ar, resta saber se os acontecimentos finais vão recuperar parte do público que se esvaiu em um ano da interrupção provocada pela pandemia. Quem sabe a novela volte a ver com frequência a casa dos 30 pontos.

Jornal Midiamax