Após vencer BBB 17, Emilly mantém distância de Marcos e quer focar na família

Estudante deverá depor nesta segunda-feira na Deam de Jacarepaguá
| 14/04/2017
- 16:12
Após vencer BBB 17, Emilly mantém distância de Marcos e quer focar na família

Estudante deverá depor nesta segunda-feira na Deam de Jacarepaguá

A estudante e agora milionária Emilly Araújo foi a grande vencedora do BBB 17. Ela obteve 58% dos votos, que confirmaram seu favoritismo e forte torcida durante todo o confinamento. Entretanto, ao sair da casa, Emilly teve papo com Marcos, que esteve presente na final após negociação com a Globo.

Logo após ser anunciada campeã, Emilly ficou ao lado do pai, Volnei, e da gêmea, Mayla. Não houve qualquer tentativa de conversar com Marcos, muito embora a gaúcha tenha se emocionado ao ser alertada por Vivian que Marcos estava na plateia.

Da parte de Marcos também não houve tentativa de contato, assim como de outros brothers. “A Elis veio falar comigo, o Rômulo também… O resto, não”, contou a sister durante coletiva de imprensa após a final.

Foco na família

Na conversa com os jornalistas, Emilly também descartou uma reaproximação de Marcos. "Fantasiei um Marcos que não existiu. Eu me apaixonei de verdade por ele dentro da casa, mas ele não. Ele não veio me cumprimentar na final", afirmou a sister. "Quando eu saí, a Mayla veio me dizer para esquecer, não fazer questão de falar com o Marcos, e o que ela fala para mim é lei. Não estou pensando nele. Só na minha família e nas coisas boas que estão acontecendo", afirmou.

Sobre os indícios de agressão, Emilly afirmou estar focada na família. “Agora só penso em dar uma vida melhor para a minha família e soltar as cinzas da minha mãe. O coração penso depois", disse ele. “"Não estou sabendo lidar com isso. Vou pensar depois", contou.

Já nesta segunda-feira (17), Emilly deverá ser ouvida na Dean (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), quando prestará esclarecimentos à investigação em andamento sobre violência doméstica.

Repercussão

Trio saiu de mãos dadas na final (Reprodução/Gshow)

.

A repercussão da vitória de Emilly, no entanto, desagradou. Constantemente apontada como mimada e autoritária, nem a campanha pela expulsão de Marcos, o que efetivamente aconteceu após a polícia fluminense constatar indícios de violência doméstica, ajudaram a mudar a imagem da sister. Entretanto, Emilly mostrou ter uma torcida forte o suficiente para sagrá-la vencedora.

Com apenas 1% dos votos, Ieda ficou em terceiro lugar, isso porque as torcidas dos participantes eliminados focaram em fazer da manauara Vivian a vencedora do reality: a miss Amazonas conquistou 41% dos votos e ficou em segundo lugar. As três deixaram a casa de mãos dadas e foram recebidas no palco externo por familiares e colegas de confinamento.

Veja também

A partir da próxima segunda-feira, 4, as manhãs da Globo passam por uma mudança

Últimas notícias