MidiaMAIS / Famosos

Passageiros de cruzeiro de Zezé Di Camargo e Luciano reclamam de serem excluídos

Grupo com dezenas de pessoas reclamou do cancelamento em cima da hora e da impossibilidade de embarcar no cruzeiro de Zezé di Camargo e Luciano

Maria Eduarda Fernandes Publicado em 15/11/2021, às 17h30

Anvisa determinou que os navios operem com 75% da capacidade total, mas todas as cabines foram vendidas; empresa responsável pelas vendas dos pacotes se explicou
Anvisa determinou que os navios operem com 75% da capacidade total, mas todas as cabines foram vendidas; empresa responsável pelas vendas dos pacotes se explicou - Divulgação

A viagem de cruzeiro fazia parte das comemorações dos 30 anos de carreira da dupla Zezé Di Camargo e Luciano, mas não saiu como esperada e terminou em confusão. O embarque foi marcado por desorganização e tulmuto no último domingo (14). Fãs de Zezé Di Camargo e Luciano aguardavam ansiosamente pelo cruzeiro ZCL 30 anos, que acontece entre os dias 14 e 17 de novembro, com destino a Búzios (RJ). 

O cruzeiro deste domingo, com destino a Búzios, no Rio de Janeiro, tem como principal atração a dupla Zezé di Camargo e Luciano, que celebra os 30 anos de carreira, conforme divulgado nas redes sociais dos sertanejos. Muitos passageiros que não puderam embarcar haviam comprado os pacotes com a PromoAção, produtora de cruzeiros temáticos que fez uma parceria com a dupla para promover o navio.

Isso porque dezenas de pessoas descobriram que suas cabines tinham sido canceladas horas antes de começar a viagem, que tem como principal atração o show de Zezé di Camargo e Luciano. A produtora responsável pela venda de pacotes informou que o cancelamento ocorreu devido à determinação de ocupação de somente 75% da embarcação. Em conversa a Splash, Clarissa, de 39 anos, conta que recebeu o aviso que não poderia fazer a viagem dos sonhos durante a madrugada de 12 para 13 de novembro — um dia antes do previsto para o embarque.

Para aqueles que tentaram o embarque, a experiência foi de um grande desencontro de informações. Por um lado, funcionários da PromoAção prometiam que todos embarcariam; por outro, diziam não saber como proceder com quem estava esperando por uma cabine. Para aumentar a frustração dos passageiros, o apoio apresentado pela empresa deixou bastante a desejar, segundo os relatos: "ofereceram apenas bolachinha e amendoim".

Em nota, a MSC informou que o cruzeiro foi fretado por uma empresa de produções e eventos musicais e, por conta disso, “a comercialização de cabines, divulgação, gestão das reservas, bem como a prestação de informações e de orientações aos clientes sobre os requisitos de embarque e o programa do cruzeiro são de responsabilidade da empresa fretadora”.

Em contrapartida, a assessoria de Zezé di Camargo e Luciano disse que a dupla não tem relação com as vendas do cruzeiro. Informou, ainda, que os cantores apenas foram contratados para cantar no evento, e que eles não possuem informações sobre a quantidade de público esperado para os shows. Concluiram dizendo que o ingresso cancelado pode ser utilizado no próximo cruzeiro em 2022.

Jornal Midiamax