MidiaMAIS / Famosos

Mira Sorvino revela ter sido amordaçada com preservativo por diretor

Aos 50 anos, a atriz Mira Sorvino, vencedora do Oscar de Melhor atriz com o filme ‘Poderosa Atriz’ em 2009, decidiu expor um caso de assédio que sofreu no início da carreira aos 16 anos.

Carlos Yukio Publicado em 12/07/2018, às 09h46 - Atualizado em 14/07/2018, às 12h11

None
Mira Sorvino relembra caso de assédio aos 16 anos

Aos 50 anos, a atriz Mira Sorvino, vencedora do Oscar de Melhor atriz com o filme ‘Poderosa Afrodite’ em 2009, decidiu expor um caso de assédio que sofreu no início da carreira aos 16 anos.

Em entrevista ao “Hollywood Foreign Press Association”,a atriz, que também é adepta do movimento #MeToo, que denuncia casos de abuso e assédio sexual, contou ter passado por situações constrangedoras no início da carreira.

“Ao olhar para a minha carreira, percebi que em uma das minhas primeiras audições, quando eu tinha 16 anos, fui completamente tratada de forma inadequada pelo diretor de elenco. Com objetivo de me assustar para uma cena de filme de terror, ele me amarrou a uma cadeira, machucou meu braço e então ele me amordaçou, dando a entender que queria sexo em troca de trabalho”, disse a atriz.

“E, no final, ele tirou a mordaça da minha boca e disse: ‘Desculpe pelo profilático’, então me amordaçou com camisinha”, relembrou Mira, sem revelar o nome do diretor acusado. “Eu era jovem demais para saber, graças a Deus, como era a camisinha. Foi tão inapropriado! O que diabos faz um diretor de elenco com um preservativo no bolso em um teste?”, questionou a atriz.

O movimento #MeToo nasceu nas redes sociais, mas tomou forças quando atrizes renomadas do cenário hollywoodiano começaram a apoiar o movimento denunciando casos de assédio na indústria cultural. O comediante Bill Cosby e o ator Morgan Freeman estão entre os acusados por vítimas de abuso sexual.

Jornal Midiamax