MidiaMAIS / Famosos

Fábio Tomasini, ator da novela “Belíssima”, morre aos 68 anos

O ator e dublador Fábio Tomasini morreu aos 68 anos.  A notícia foi divulgada pela dubladora Kate Kelly, neta de Tomasini, nesta sexta-feira (15). O ator chegou a aparecer em cenas gravadas que foram ao ar na última quarta-feira (13), interpretando o advogado de Bia Falcão (Fernanda Montenegro).

Carlos Yukio Publicado em 15/06/2018, às 17h47 - Atualizado em 18/06/2018, às 09h21

None
Fábio Tomasini faleceu nesta sexta-feira (15)

O ator e dublador Fábio Tomasini morreu aos 68 anos.  A notícia foi divulgada pela dubladora Kate Kelly, neta de Tomasini, nesta sexta-feira (15). O ator chegou a aparecer em cenas gravadas que foram ao ar na última quarta-feira (13), interpretando o advogado de Bia Falcão (Fernanda Montenegro). Tomasini também era conhecido por ter emprestado sua voz a Mestre Cristal em “Os Cavaleiros do Zodíaco”.

“Com muita tristeza, comunico o falecimento do meu avô Fábio Tomasini. O corpo será velado e sepultado no cemitério do Araçá a partir das 14h. Será um velório curto, ou seja, das 14 às 17h. Adeus e obrigada, vô”, escreveu a neta do ator.

Fábio participou do elenco da primeira versão de “Sítio do Picapau Amarelo” para a TV, ambos os programas da extinta Tupi. Na mesma emissora, atuou nas novelas “O Direito de Nascer” e “Somos Todos Irmãos” e nas séries “Mãe é Mãe” e “Todo Poderoso”. Em 1980, com a falência da Tupi, ele migrou para a Band e participou da novela “Pé de Vento”. Também trabalhou na Record (“Humor Orquestra Show”), na Cultura (“Nem Rebeldes, Nem Fiéis”) e no SBT (“A Forma do Amor”, “A Leoa” e “Seus Olhos”).

Na Globo, Tomasini atuou nas séries “Malu Mulher” e “Amazônia”, no programa “Linha Direta” e nas novelas “Da Cor do Pecado”, “Pé na Jaca”, “Viver a Vida” e “Belíssima, atualmente sendo reprisada em “Vale a Pena Ver de Novo”.

Fábio Tomasini, nome artístico de Paulo Fábio Roberto, nasceu a 25 de novembro de 1949. Formado em Propaganda e Marketing pela USP (Universidade de São Paulo), o ator trabalhou na televisão desde a década de 1960 e começou no “Teatro da Juventude”.

Com informações da Folhapress.

Jornal Midiamax