Fã de Xuxa, Leo Dias chora ao revelar conversa que teve com a apresentadora

A afeição mútua entre Leo Dias e Xuxa ficaram mais evidentes em postagens do colunista social em sua conta do Instagram. Atualmente ele enfrenta o vício em cocaína, que o afeta desde 2001, quando ele morou na Austrália. Conforme publicação do site TV Foco, as publicações foram feitas na madrugada deste sábado (15), quando o […]
| 16/09/2018
- 16:45
Fã de Xuxa, Leo Dias chora ao revelar conversa que teve com a apresentadora

A afeição mútua entre e ficaram mais evidentes em postagens do colunista social em sua conta do Instagram. Atualmente ele enfrenta o vício em cocaína, que o afeta desde 2001, quando ele morou na Austrália.

Conforme publicação do site TV Foco, as publicações foram feitas na madrugada deste sábado (15), quando o apresentador do Fofocalizando, do SBT, contou que recebeu uma ligação inesperada de Xuxa, e ficou surpreso com a oferta de ajuda da loira.

“Eu estava aos prantos. Do outro lado era a Xuxa. Aí ela falou assim: ‘Todas as vezes que te encontrei eu falei que você era meu baixinho, você lembra? Estou aqui para te ajudar. O que você está precisando? Você precisa de algo?”,contou Dias em vídeo.

“Eu não parava de chorar, aí ela falou assim: ‘Leo, você está entendendo o que eu estou falando?’ Eu falei: ‘Xuxa, eu estou entendendo, só não estou acreditando”.

O apresentador do SBT comentou ter percebido que Xuxa não queria fazer alarde e tornar público a conversa dos dois, mas mesmo assim ele decidiu revelar o contato em agradecimento à loira. “Fiz questão de tornar público para mostrar a grandiosidade dessa mulher. Eu nunca mais vou esquecer o dia de hoje”.

Na próxima segunda-feira (17), o jornalista Leo Dias vai se internar em uma clínica no interior de São Paulo para se submeter a uma terapia baseada na ibogaína, uma substância psicodélica que causa alucinações fortíssimas e pode até matar, mas tem alta eficiência no combate à dependência de cocaína, crack, álcool e maconha.

Leo Dias vai desembolsar R$ 8.500 pela primeira semana de tratamento (pode ser necessária uma segunda internação, daqui a alguns meses). Ele salienta que importou a substância legalmente, com autorização do Ministério da Saúde.

Veja também

Últimas notícias