MidiaMAIS / Famosos

Bial critica quem chama a Globo de “comunista” ou “golpista”

Ele está na emissora desde 1981

Clayton Neves Publicado em 01/04/2018, às 17h03

None

Ele está na emissora desde 1981

Na Globo desde 1981, quando fez um curso de formação em telejornalismo, Pedro Bial, 60 anos, é defensor da emissora. Afirma que o canal da família Marinho “fortalece a democracia brasileira”. 

A declaração consta na coluna de Mônica Bergamo na edição deste domingo (1º) da Folha de S.Paulo ’. O apresentador foi entrevistado pelo repórter João Carneiro. 

“Acho que o que melhor defende a Globo é que todos dizem que ela tem lado, e é sempre o oposto de quem está falando. A direita diz que a Globo é comunista, o que é sensacional de ouvir. A esquerda diz que a Globo é fascista e golpista, o que também é hilário”, diz o jornalista. 

Pedro Bial se mantém distante das redes sociais. Revela ter sofrido diversos ataques no período em que comandou o Big Brother Brasil(deixou a apresentação do reality show em 2016, após 16 edições). 

Ele critica quem dispara julgamentos na internet sem argumentação sólida. “Pessoas que nunca foram à rua fazer uma reportagem ficam cagando regras e dando suas opiniões. Mas opinião e bunda dá quem quer, né?”, provoca. 

Nesta segunda (2), estreia a nova temporada do Conversa com Bial . O talk show de fim de noite terá entrevistas gravadas no exterior. Uma delas com o papa do jornalismo literário Gay Talese. 

O apresentador afirma preferir “conversas” a “entrevistas”, e procura realizar um confronto civilizado de ideias, ao contrário do que vê na web. 

“O debate na internet mal pode ser chamado de debate”, opina. “Na maioria das vezes, é travado entre anônimos, uma sucessão de monólogos.” 

Jornal Midiamax