Após divulgação de um áudio de que Raul Gil teria se referido a Maísa Silva de “aquela bostinha”, a jovem publicou um vídeo no YouTube desmentindo o caso e chamando a veiculação de fake news. Conforme divulgado em vários sites, o apresentador teria xingado a atriz mirim quando saia de uma churrascaria e conversava com fãs, enquanto jornalistas estariam junto.

Maísa inicia o vídeo contando de sua relação com Raul Gil e como ela duvidou das notícias desde o momento em que ficou sabendo pelo Twitter. “Eu só acredito vendo”, disse ela. Em seguida ela diz que conseguiu o áudio. “Meus amores, eu tenho contatos nesse Brasil inteiro, então não mexam comigo e com meus aliados”, brinca.

Ela então reproduz o áudio e explica que Raul Gil estava apenas contando o que os usuários teriam comentado em seu Instagram. Ou seja, que alguns de seus seguidores teriam se referido à Maísa como “aquela bostinha”. “Ele tava contando pros caras os comentários que estavam fazendo sobre mim nas redes sociais dele e usaram isso como clickbait”, descreve ela.

Para comprovar, ela cita que o próprio Raul Gil ligou para ela antes de ela ter ouvido o áudio, explicando o que tinha acontecido e pedindo desculpas. “Olha só! Em qual momento ele tinha que pedir desculpa pra mim?”, questiona. Ela segue dizendo que confia no apresentador, que abriu as portas da TV para ela.

Além disso ela mostra uma mensagem de Raul, trocada com Celso Portiolli. “Coitada da Maisa, pagou o pato. Ela é maravilhosa. Recebi mais de cinco mil [comentários] no Instagram, só elogios. E acabaram crucificando a Maísa, coitada”, disse ele nas mensagens.

Ela finaliza o vídeo pedindo para que as pessoas não compartilhem fake news  e aconselha a verificarem a veracidade dos fatos. Para os jornalistas que fizeram a publicação, ela dá uma lição de moral: “como vocês querem que a minha geração fique informada se vocês levam as notícias pra nós que, muitas vezes, são falsas?”