Apresentadora processou por uso indevido de imagem

O juiz Mauro Nicolau Júnior, da 48ª Vara Cível da Capital, condenou a empresa Nutreo Comércio Produtos Homeopáticos, que produz o emagrecedor “Cactinea”, por uso indevido da imagem de Patrícia Poeta em propaganda.

Segundo informações do site F5, a empresa deverá indenizar a apresentadora em R$ 30 mil e terá que publicar um comunicado em veículos de comunicação e nas redes sociais, informando que Patrícia Poeta nunca usou os cosméticos.

Empresa de cosméticos é condenada a pagar R$ 30 mil a Patrícia Poeta

“De uns tempos pra cá, tenho recebido milhares de mensagens e perguntas de muitos de vocês, já que tem gente se aproveitando e usando minha imagem na internet pra vender remédios pra emagrecer. NÃO tomei cactinea e nenhum desses produtos ditos “milagrosos”. Sequer conheço eles e fico preocupada ao saber que muitos de vocês compram esses medicamentos acreditando que tomei eles de fato”, declarou.