MidiaMAIS / Comportamento

Culpa de quem? No ‘Dia do Estagiário’, bronca é por erro que nem sempre é deles

Iniciantes revelam estar fartos com 'terceirização da culpa' mas relevam brincadeiras

Guilherme Cavalcante Publicado em 18/08/2017, às 14h26

None

Iniciantes revelam estar fartos com ‘terceirização da culpa’ mas relevam brincadeiras

Se a voz do povo é a voz de Deus, a culpa vai ser sempre do estagiário – ou pelo menos é o que a internet diz quando se depara com qualquer tipo de erro profissional nas redes sociais, principalmente nas publicações de reportagens jornalísticas.

Nesta sexta-feira (18), quando se comemora o ‘Dia do Estagiário’, são eles que dão o recado e dizem ‘não’ a culpa que sempre lhes é terceirizada, sobretudo na internet, onde os comentários nas redes sociais rendem até memes. No entanto, longe dos holofotes da rede, o erro pode ser bem mais grave que ‘cochilos’ de digitação e costumam ser repassados aos estagiário sem a menor cerimônia, pelo próprios colegas mais experientes. É quando o ato perde o tom de brincadeira e torna-se perigoso.

Culpa de quem? No 'Dia do Estagiário', bronca é por erro que nem sempre é deles

“Ganhei a antipatia de várias pessoas porque levei a culpa por um relatório quem nem sabia do que se tratava, e que fez a empresa perder um cliente importante. Depois que descobriram que tinha sido uma funcionária que estava em aviso prévio, recebi até pedido de desculpas do chefe”, conta a estudante do terceiro ano de ciências contábeis Ana Carolina Moreira, 23, estagiária em uma empresa de contabilidade. “Mas o pior é como confiam ao estágiário, que é inexperiente, uma responsabilidade tão grande sem revisar, sem orientar… Eu poderia ter cometido o erro, mas, seria minha culpa?”, pondera Carolina.

Na zoação

Estagiário dormiu no segundo dia de trabalho e virou meme (Reprodução/Reddit)

.

Na redação do Jornal Midiamax, os três estagiários atualmente na empresa têm status de trainee, ou seja, passam por uma seleção na qual passam a integrar um programa de aprendizado profissional e têm grande perspectiva de contratação pela empresa após o período de contrato, dependendo do desempenho ao longo do período. Mas, com o jornal cada vez mais presente nas redes sociais, caem sobre eles o peso da culpa quando algum jornalista ‘cochila’ e engole letras dos títulos das matérias, por exemplo.

Na verdade, basta que o leitor não goste do assunto para responsabilizar os aprendizes pelas pautas, como é o caso de notas sobre famosidades ou assuntos que, às vezes, são considerados irrelevantes por alguns internautas. “A culpa cai no estagiário porque ele é quase sempre o menos experiente da redação. Acho que todo mundo faz isso na brincadeira. Isso não incomoda. O que incomoda é duvidarem da capacidade, mesmo”, conta Joaquim Padilha, 21 anos, que está no última ano de jornalismo.

“A gente sabe quando a piada é maldosa e quando é só piada, mesmo, pela ‘tradição’. E dependendo do que for dito e de quem as faz, elas podem incomodar, sim”, conta a trainee Ana Paula Chuva, 30, também no último ano de jornalismo. “Quando a internet culpa a gente por erro em matéria de jornalista formado a sei lá quantos anos, dá vontade de comentar que a gente nem estava no jornal na hora da publicação”, completa.

Apesar de tudo, principalmente das piadas, eles garantem que o estágio proporcionam uma experiência importante para o início da vida profissional. “O estagio me mostrou o mercado na prática, o lado bom e o lado ruim. E faz a gente ter certeza do que quer na profissão”, aponta Ana Paula. “O estagiário está ali para aprender. Tem mesmo que ir lá e fazer. E errar, se tiver que errar. Mas, tem que fazer pra aprender”, acrescenta Joaquim.

Fundo de verdade

Apesar dos estagiários reivindicarem que a culpa nem sempre é deles, não faltam histórias de gafes hilárias cometidas pelos iniciantes. Aqui algumas delas

Times New Roman

“No meu primeiro estágio, minha chefe passou por mim e leu o trecho de uma matéria que eu estava escrevendo e me perguntou qual era a fonte. Eu respondi: Times new Roman. Só que ela estava se referindo a fonte jornalística, não à fonte tipográfica”

Guilherme Cavalcante, repórter que escreve esta matéria

Culpa de quem? No 'Dia do Estagiário', bronca é por erro que nem sempre é deles

.

Precisa?

“Eu tive uma estagiária quando trabalhava em São Paulo, numa agência. Ela tinha que acessar o arquivo no pendrive – na época era dvd – e estava com o DVD na mão e dizendo: ‘não consigo encontrar este arquivo’. Eu olhei pra ela e falei: ‘Mas você colocou o DVD no leitor?’. E ela: ‘Precisa???’. Foi a piada da semana.

Val Reis, analista de mídias sociais

Culpa de quem? No 'Dia do Estagiário', bronca é por erro que nem sempre é deles

.

Decupar?

“Um repórter foi para uma entrevista e na volta passou a gravação para a estagiária e falou: ‘decupa pra mim, por favor’. Ela olhou e não fez nada… Não fazia ideia do que era decupar uma entrevista. No dia seguinte não tinha transcrição nenhuma”

Silvia Tada, supervisora da Assessoria de Imprensa da UCDB

Culpa de quem? No 'Dia do Estagiário', bronca é por erro que nem sempre é deles

.

Aurélio

“Uma vez falamos para o estagiário de redação que o Aurélio estava esperando ele na recepção. Quando ele chegou lá, tinha o dicionário na cadeira”

Joaquim Seabra, publicitário

Culpa de quem? No 'Dia do Estagiário', bronca é por erro que nem sempre é deles

.

Bitrem nem é trem

“Quando comecei a fazer estágio em um portal de Campo Grande, meu chefe me falou para apurar com a PRF (Polícia Rodoviária Federal) um acidente com um ‘bitrem’ no anel rodoviário. Eu não sabia o que era bitrem, só sabia o que era ‘caminhão’. Quando ouvi a palavra, imaginei que fossem ‘dois vagões de um trem’. Na época eram comuns problemas com os trens nos trilhos da saída para São Paulo. Liguei para o inspetor da PRF e perguntei pelo acidente com o trem. Ele me corrigiu e ainda explicou a diferença entre caminhão, carretas, bitrem e etc”

Wendy Tonhati, repórter do Midiamax

Culpa de quem? No 'Dia do Estagiário', bronca é por erro que nem sempre é deles

.

Panela no Micro-ondas

“O estagiário foi fazer café e colocou uma panela cehia d’água dentro do micro-ondas e ligou. Ele voltou pra redação como se nada tivesse acontecido e de repente notamos o cheiro de queimado por motivos óbvios, ou não tão óbvios assim”

Daiane Libero, repórter do Midiamax

Culpa de quem? No 'Dia do Estagiário', bronca é por erro que nem sempre é deles

.

Neste Dia do Estagiário, confira também a reportagem especial do Jornal Midiamax que traz os principais destaques sobre como esta atividade profissional é regulamentada.

.

Fale com o MAIS!

O que você gostaria de ler no MidiaMAIS? Envie um e-mail pra gente com a sua sugestão para [email protected].

Jornal Midiamax