Overa, onça-pintada fêmea que vive no Pantanal, se destaca entre as demais. Isso porque, aos 9 anos de idade, ela exibe em seu rosto várias cicatrizes que expõem as “marcas de uma vida louca”, como pontua o biólogo Gustavo Gaspari, responsável por fotografar o majestoso felino.

Segundo o profissional, especialista em onças-pintadas, cicatrizes nesta espécie são corriqueiras e costumam estar atreladas à caça.

“É comum que ao longo dos anos as onças-pintadas acumulem cicatrizes, pois além de disputas com outras onças, a sua presa mais comum no Pantanal é o jacaré, que possui dentes afiados e movimentos rápidos”, detalha Gustavo.

A onça Overa vive no Pantanal mato-grossense, em Porto Jofre. Em seu caso, os embates com jacarés ou outras presas tão sagazes quanto ela, lhe custaram parte da boca e de uma das orelhas. Veja:

“Esturro insano” da onça Overa

Overa anda por toda parte com seus dentes à mostra e sua beleza natural é observada por quem a encontra.

Em registro mais antigo de 2022, a mesma onça aparece sendo “cortejada” pelo macho Edno. No vídeo abaixo, gravado pelo fotógrafo Henrique Olsen, Overa foi registrada fazendo um “som insano” na mata durante o “vuco-vuco” com o parceiro.

Assista:

Fale com o Midiamax

Tem alguma denúncia, flagrante, reclamação ou sugestão de pauta para o Jornal Midiamax? Envie direto para nossos jornalistas pelo WhatsApp (67) 99207-4330. Acima de tudo, com sigilo garantido por lei.

Acompanhe nossas atualizações no Facebook, Instagram e Tiktok.