Marcos Assunção apresenta turnê “Viola para o Mundo” na terça em Campo Grande

Show terá participação especial do renomado percussionista baiano Marco Lobo e do baterista Sandro Moreno
| 30/05/2022
- 15:15
Marcos Assunção apresenta turnê “Viola para o Mundo” na terça em Campo Grande
(Foto: Divulgação)

Após percorrer 10 cidades do interior do Mato Grosso do Sul com a turnê “Viola para o Mundo”, o multi-instrumentista Marcos Assunção estará encerrando seu projeto com seu show gratuito na próxima terça-feira (31), às 20 horas no Teatro Glauce Rocha, em Campo Grande. Seu repertório envolve desde o jazz, chorinho, bossa nova e música caipira. O público poderá doar alimentos que serão destinados para várias entidades filantrópicas. O artista também lançará três livros de sua autoria intitulados: “Viola Brasileira Volume I, II e III”.

Segundo os organizadores do evento, a turnê teve início no dia 26 do mês passado no polo da Federal de Mato Grosso do Sul de Coxim. Posteriormente passou por Ponta Porã, Naviraí, Nova Andradina, Paranaíba, Três Lagoas, Aparecida do Taboado, Corumbá, Aquidauana e encerra agora no campus de Campo Grande. Todas as apresentações contaram com as participações dos músicos Felipe Castro e Jonathan Marques.

Na apresentação dessa terça-feira (31), Marcos Assunção terá a participação especial do renomado percussionista baiano Marco Lobo, um dos principais multi-instrumentistas do país. Iniciou sua carreira em Salvador (BA) e há mais de 30 anos reside no Rio de Janeiro. Seu repertório se concentra no material dos discos do músico unindo composições de Widor Santiago, Kiko Continentino e Gastão Villeroy, além de clássicos de Milton Nascimento, passeando pelo jazz, maracatú, samba, baião e balada.

Outras participações

Além de Marco Lobo, o show contará também com as participações especiais do já conhecido pelos sul-mato-grossenses, baterista Sandro Moreno. Outra participação será de Fernando D’Andréa, compositor e poeta.

Marcos Assunção

Multi-instrumentista e compositor, Marcos Assunção é campo-grandense e nasceu em 1977. Aos 7 anos começou a tocar na banda marcial da escola e aos 13 iniciou seus estudos com violão e guitarra. O encontro com a viola caipira foi por influências de seu avô Duarte Assunção, motivo pelo qual adotou o sobrenome artístico em homenagem a ele. Jazz, Choro, Bossa Nova, Erudita, Caipira e Regional são suas

principais influências musicais. É graduado em música pela e tem pós-graduação em Educação Musical.

O projeto “Viola para o Mundo” está sendo realizado através do incentivo do Fundo de Investimentos Culturais (FIC), da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS), do Governo do Estado de MS e apoio da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.


Fale com o MidiaMAIS!

Quer conversar com a gente sobre o universo do entretenimento e cultura? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar aberto ao bate-papo, troca de informação, sugestões, enquetes e muito mais. Você também pode acompanhar nossas atualizações no Instagram e Tiktok. Tem uma história legal para compartilhar com a gente? Fale direto com nossos jornalistas do Midiamais.

Veja também

O programa SOMOS Afro recebe inscrições até o próximo domingo (3)

Últimas notícias