João e Maria sonham em parar de vender salgados na rua para montar lanchonete no Pioneiros

O casal deseja terminar uma lanchonete, mas devido às dificuldades, eles precisam de doações
| 10/02/2022
- 11:53
O casal espera um dia conseguir terminar o salão e inaugurar a tão sonhada lanchonete
O casal espera um dia conseguir terminar o salão e inaugurar a tão sonhada lanchonete, no Bairro Pioneiros. - Arquivo Pessoal

Há mais de 20 anos vendendo salgados, Maria Madalena, 51, e João Gonçalves, 58, ainda sonham em parar de vender embaixo de sol e chuva. O casal espera um dia conseguir terminar o salão e inaugurar a tão sonhada lanchonete, no Bairro Pioneiros, em Campo Grande.

[Colocar ALT]

Devido a algumas doenças, o casal precisa trabalhar em casa e com o pouco que ambos ganham vendendo salgados não conseguem terminar a lanchonete que está em obra.

“Meu avô é aposentado devido à espondilite anquilosante, já minha avó tem tireoide e problemas nos joelhos. Eles ganham a vida fazendo salgados na frente de casa. Graças a Deus está indo tudo certo, mas gostaríamos de pedir doações de materiais de construção para terminar o salão deles”, disse a neta do casal, Bruna da Silva, de 18 anos.

Apesar de todos os problemas enfrentados, João e Maria não se abalam e buscam forças diariamente para conseguir vencer os obstáculos da vida e uma dívida, segundo a família, de mais de R$ 20 mil.

“Meu avô se aposentou muito cedo e por conta disso não consegue trabalhar. Ele deve mais de R$ 20 mil de imposto da casa. Ele parcelou, mas por ter feito empréstimos, só recebe R$ 300 por mês. Todo restante é pago com o dinheiro dos salgados”, explicou a neta.

Se você se interessou e deseja ajudar o casal João e Maria, pode entrar em contato nos telefones: 67 992405889 ou 67 981682683.

Fala Povo - Fale com os jornalistas do !
A história foi enviada no do Jornal Midiamax pelo número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Se preferir, você também pode falar com o Jornal direto no Messenger do Facebook. Você pode enviar flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões com total sigilo garantido pela lei.

Veja também

Últimas notícias