Fala Povo pergunta: campo-grandense conseguiu atingir metas de 2022?

O MidiaMAIS foi até o centro de Campo Grande descobrir quais metas os moradores conseguiram atingir até o momento
| 11/07/2022
- 14:32
Metas 2022
Segundo especialistas, metas devem ser criadas da maneira certa para serem atingíveis. (Foto: Nathalia Alcântara/Jornal Midiamax)

O início do ano é um momento de grandes mudanças, especialmente internas. Nessa hora, as pessoas se sentem mais inspiradas para colocarem os objetivos em prática com a chegada do novo ciclo. No entanto, o ano de 2022 trouxe ainda mais expectativas aos sul-mato-grossenses com a esperança de uma vida normal após os dois primeiros – e piores – anos da pandemia. Com o avanço vacinal no Estado, todo mundo voltou a sonhar. Mas será que, passado o meio do ano, os moradores de Campo Grande atingiram suas metas de Ano Novo?

Pensando nisso, o Jornal Midiamax foi até o centro de Campo Grande descobrir quais dessas resoluções foram realizadas e quais ainda estão em andamento.  Os amigos Lucas Gabriel e Vitor Santos, de 20 e 19 anos, respectivamente, são estudantes universitários e muitas metas de 2022 focavam nos estudos.

Lucas e Vitor revelam quais metas conseguiram alcançar
Lucas e Vitor revelam quais metas conseguiram alcançar (Foto: Nathalia Alcântara/Midiamax)

O mais velho, por exemplo, desejava entrar na , inciar cursos e dar continuidade à academia. Ao MidiaMAIS, ele celebra as conquistas, mas afirma ter encontrado algumas dificuldades.

“Questão financeira aperta um pouco, está tudo muito caro, mais sem tempo. A questão é essa: recurso e de gerir o tempo está sendo um pouco complicado”, revela.

Enquanto isso, Vitor desejava continuar faculdade e juntar dinheiro para comprar um novo notebook em 2022. “Consegui melhorar minhas relações também. Para mim o que era importante eu consegui, ter essa melhora como pessoal, bens materiais e estudos”, afirma.

Cabeleireira, Juliele Spiller, de 31 anos, compartilhou algumas das suas conquistas deste ano. A mais importante, com certeza, foi ter conseguido parar de fumar. Ela também trocou o seu nome no cartório.

Juliele Spiller
Juliele afirma que conseguiu atingir sonhos porque teve força de vontade e não contou para ninguém (Foto: Nathalia Alcântara/Midiamax)

“Eu coloquei na minha cabeça de que iria mudar e consegui mudar [...] para mim foi um pouco difícil [parar de fumar], mas eu economizei bastante. Foi assim que consegui largar de vez mesmo. Hoje não sinto vontade, vejo o povo fumando na minha frente e não sinto vontade. Não sinto mais graça”, comemora.

O ano de 2022 ainda não acabou e a cabeleireira afirma ter outros objetivos. Para ela, o segredo na hiora de alcançar sonhos é não revelar para os demais até conseguir. “Fiz tudo em off, tudo na calada para ninguém ficar sabendo”.

Economizar faz parte

Foi economizando que Glaucilene Vera de Souza, 42 anos, está chegando cada vez mais perto das suas metas. Ela trabalha como açougueira e afirma que, no início do ano, sua principal meta era comprar um apartamento. Hoje, ela já tem o imóvel no seu nome e junta o dinheiro para quitar o valor por completo. Até o final do ano deseja comprar um carro também.

Acougueira comprou apartamento e deseja conquistar carro proprio - Fala Povo pergunta: campo-grandense conseguiu atingir metas de 2022?
Açougueira comprou apartamento e deseja conquistar carro próprio (Foto: Nathalia Alcântara/Midiamax)

“Meu planejamento é economizar no lanche da criançada lá em casa que antes era quase todos os dias. Agora, a gente reduziu e assim tá indo, está dando certo. Tem que economizar no que pode para conseguir o objetivo que você quer”.

Roseli Pereira da Silva, 40 anos, tem as mesmas esperanças. Ao MidiaMAIS, afirma não ter atingido nenhuma meta por dificuldade financeira.

“Tudo sobe [...] aí é tudo mais difícil porque o salário que você ganha não consegue manter todos os seus objetivos. Tá complicado”, lamenta.

Existe jeito certo de criar metas?

Com o início do ano, vem também a esperança de um recomeço para fazer diferente. Assim como as segundas-feiras lotam as academias e é o dia oficial de começar uma dieta, por exemplo. Segundo a psicóloga clínica Tamara de Oliveira, o principal motivo de desistência no cumprimento de metas está na criação de objetivos irreais ou planejamentos exagerados.

“Quando criamos grandes metas ou muitas metas ao mesmo tempo, por exemplo, decidir começar várias atividades novas na mesma semana ou mudar completamente seu planejamento semanal. Já vi pessoas que faziam planejamentos de hora em hora, sem alinhar possibilidade, expectativa e realidade”, comenta. Todo esse ciclo começa, então, pela falta de autoconhecimento.

“Se me conheço, sei das minhas crenças, das minhas expectativas e possibilidades, a chance de eu pensar em algo mais real para os meus planejamentos e metas aumentam, consequentemente fica mais fácil cumpri-las”.

Sair da zona de conforto é o primeiro passo

Ainda segundo a psicóloga, sair da zona de conforto demanda muito esforço. Portanto, primeiro vem a mudança de pensamento e, em seguida, a criação de micro-metas.

“Quando não atinjo uma meta, eu reforço a crença de incapacidade. E quando eu atinjo as micro-metas e é mais fácil por serem atingíveis, eu reforço a crença de capacidade, que reforça a minha vontade de continuar”, reflete Tamara. Se o sentimento de frustração for frequente, o melhor jeito de tratá-lo é com a ajuda profissional.

Confira algumas dicas para tornar metas atingíveis: 

  • Tenha clareza de quem você é, do que é possível fazer no momento e do que é realmente importante para você;
  • Estabeleça pequenas metas e conforme for atingido, vai aumentando-as; Você também pode criar uma meta maior, o objetivo final, e colocar pequenos objetivos que te levarão a grande meta;
  • Simplesmente comece, não espere grandes oportunidades para começar; e saiba que você vai falhar, mas trabalhe com a mudança de pensamento para quando você falhar, não acabar desistindo.

Planejamento financeiro é imprescindível

Sim, o dinheiro e a organização das finanças são de extrema importância para conquistar metas, afinal, quase tudo envolve dinheiro. Seja para iniciar uma faculdade, comprar a casa própria ou até mesmo viajar, a ‘grana’ será uma necessidade. A melhor forma é se planejar financeiramente para não se tornar um das dívidas.

Cleiton Macedo é coach financeiro especialista em educação financeira. Ele separou algumas dicas práticas de como tornar o dinheiro seu grande aliado nessas horas:

  1. Faça um raio-X da sua realidade atual: como está sua saúde financeira? Você ganha mais do que gasta? Tem sobrado dinheiro no final do mês ou o mês acaba antes? Quais custos ou despesas dá para eliminar ou reduzir?
  2. Pague mais com dinheiro em espécie do que com meios digitais e cartões: isso te traz o real valor do dinheiro e proporciona mais noção do quanto está gastando;
  3. Elimine vícios;
  4. Crie novas fontes de renda: aprenda novas habilidades ou use suas habilidades atuais para ter uma renda extra;
  5. Tenha sonhos claros, metas e objetivos: escreva esses objetivos. Estudos mostram que quem escreve as metas realiza mais do que quem só diz ter um sonho.
  6. Tenha um orçamento claro, quanto você pretende gastar em cada área, vestuário, alimentação, lazer, contas gerais: isso te ajuda a ter mais clareza do seu dinheiro;
  7. Crie o hábito de poupar: com isso você consegue planejar melhor suas compras e pagar à vista, podendo ainda pechinchar e barganhar descontos. 
  8. Evite as compras por impulso e imediatismo dos sonhos: com um bom planejamento sai mais barato;
  9. Opte por pagar sempre a vista: evite parcelamentos. 

“Nunca se esqueça, invista sempre em você”, conclui Cleiton.


Fale com o MidiaMAIS!

Quer conversar com a gente sobre o universo do entretenimento e cultura? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar aberto ao bate-papo, troca de informação, sugestões, enquetes e muito mais. Você também pode acompanhar nossas atualizações no Instagram e Tiktok. Tem uma história legal para compartilhar com a gente? Fale direto com nossos jornalistas do Midiamais.

Veja também

Até a mãe de Simaria está proibida de entrar em sua casa, diz coluna

Últimas notícias