'Eu sou um bicha': Globo descartará fala de Jove para Zé Leôncio no remake de Pantanal?

Sequência entre Jove e Zé Leôncio que será transmitida nesta quinta mostrará o filho perguntando ao fazendeiro: "e se eu fosse gay?"
| 21/04/2022
- 10:19
jove e ze leoncio pantanal
Jove e Zé Leôncio são vividos por Jesuíta Barbosa e Marcos Palmeira no remake de "Pantanal" - (Fotos: TV Globo/Reprodução)

"Se eu preciso montar num cavalo pra mostrar que sou macho, então aqui na sua frente eu assumo: 'eu sou um bicha'.". A cena de "Pantanal" em que Joventino (Marcos Winter) debocha de seu pai Zé Leôncio (Cláudio Marzo) e "assume" ser gay para conferir a reação do patriarca irá ao ar nesta quinta-feira (21) no remake da novela.

A dúvida, no entanto, é se a TV Globo manterá a fala "sou bicha" dita pelo protagonista interpretado por Jesuíta Barbosa nesta versão. Dias atrás, a emissora alterou um trecho do diálogo de Guta (Julia Dalavia) com seu pai Tenório (Murilo Benício). Na ocasião, a feminista perguntou o que ele faria se ela fosse "lésbica". Em 1990, na TV Manchete, a personagem usou o termo "sapatona".

Ao veicular as "cenas do próximo capítulo" nesta quarta-feira (20), a Globo exibiu um trecho da sequência entre Jove e Zé Leôncio que será transmitida hoje, quando o pergunta ao fazendeiro: "e se eu fosse gay?". O personagem de Marcos Palmeira então responderá: "Não gosto nem de ouvir essa palavra. Eu ia ter motivo pra odiar sua mãe em dobro".

O diálogo escancara a homofobia do pai-peão e provoca reações diversas. Pelo trecho exibido, as falas estão fieis às da TV Manchete. No entanto, a utilização do termo pejorativo "bicha", continuará sendo uma incógnita até a cena ser transmitida nesta quinta (21).

A Globo prometeu amenizar o questionamento à sexualidade de Jove no remake, mas, no ar, não é bem isso que tem acontecido. Ao manter um dos enfrentamentos mais polêmicos entre ele e Zé Leôncio, o canal reitera a fidelidade ao texto original, embora acrescente diversas outras situações que nunca existiram.

Confira abaixo a cena da versão de 1990:

Jove dirá ser um "homem-mulher"

Em uma cena ainda sem previsão de exibição, Joventino (Jesuíta Barbosa) ouvirá o pai Zé Leôncio chamar sua amada Juma Marruá (Alanis Guillen) de "mulher-homem". Em resposta ao comentário preconceituoso de seu patriarca, o jovem então o enfrentará e dirá que é um "homem-mulher".

"Esse casal romântico é desvirtuado do comum. Tem essa mulher com uma força do masculino e esse homem delicado, discrepante do ideal de macho alfa. E eles se atraem talvez por isso. A beleza dessa história é mexer com essa inversão.", acredita Jesuíta Barbosa, o intérprete de Jove, em depoimento à RevistaGQ.

Veja também

A geleia de laranja estará pronta quando levantar uma espuma e ficar com brilho

Últimas notícias