MidiaMAIS

Morre cantora Norma Atagiba, uma das maiores vozes de MS na década de 80

Cantora corumbaense era uma das vozes femininas mais poderosas da MPB em MS

Carlos Yukio Publicado em 26/05/2021, às 14h20

(Reprodução, Facebook)
(Reprodução, Facebook)

A arte de Mato Grosso do Sul perdeu nesta segunda-feira (24) mais um grande nome da Música Popular Brasileira. A cantora corumbaense Norma Atagiba faleceu em decorrência de um AVC. O corpo foi velado na Capela Cristo Rei, e enterrado no Cemitério Santa Cruz, o principal de Corumbá, nesta terça-feira (25).

Norma encantava a todos com a voz inconfundível, se destacando nos festivais da Canção que marcaram época no Ginásio Coberto do Riachuelo Futebol Clube; no Clube Surian de Campo Grande; nas Noites de Serestas no coreto da Praça da Independência, no Festival América do Sul na Praça Generoso Ponce; além de aniversários, casamentos e outros eventos. Ao lado de Nelson Seror Mirhan, ganhou vários festivais, inclusive o II Fesul na década de 80.

Além de cantora e destaque entre as vozes femininas de MS, Norma era artesã, especialista em empalhar cadeiras de balanço. Sempre exaltava bom humor, elevado astral e animada, e deixou vasto círculo de amizades em Corumbá, Ladário e Campo Grande. Nasceu em uma família de músicos como o primo Tadeu Vicente Atagiba, cantor, e o irmão, Edemir Maia Atagiba, o El Boroko, técnico de som e DJ que marcou época na Rádio Clube de Corumbá. Nas redes sociais, fãs e amigos homenagearam a cantora com mensagens.

“Lamento muito, sempre fui seu fã e admirador como muitos. Lembro-me dela cantando em programa de auditório, Os brotos comandam, no Riachuelo Futebol Clube. Mais uma estrela brilhante no céu de Deus! Saudades”, relembrou um. “Uma cantora espetacular, querida e respeitada por quem a valoriza...que Deus a receba de braços abertos...meus sentimentos à família”, escreveu outra.

(Reprodução, Facebook)

Jornal Midiamax