Filmes de MS representam o Brasil no maior Festival de Cinema da América Central

Documentário sobre Carnaval e poesia de Manoel de Barros foram selecionados para o ‘24° Festival Internacional de Cine en Centroamérica Ícaro’
| 26/11/2021
- 19:05
Filme "Retrato do Artista Quando Coisa”
Filme "Retrato do Artista Quando Coisa” - Foto: Divulgação

O audiovisual de Mato Grosso do Sul desponta em cenário internacional mais uma vez! Os filmes “Ano que vem tem mais” e “Retrato do Artista Quando Coisa”, que nasceram em Campo Grande, vão representar o Brasil no 24° Festival Internacional de Cine en Centroamérica Ícaro, considerado o maior da América Central.

O documentário “Ano que vem tem mais” é dirigido por Filipi Silveira e Marineti Pinheiro. Ele conta a história do Carnaval de Campo Grande. Já “Retrato do Artista Quando Coisa”, também dirigido por Filipi ao lado de Larissa Neves, explora o universo urbano do poeta Manoel de Barros.

Depois de exibições pelo Brasil, agora os filmes fazem a sua estreia no exterior no respeitado Festival ao lado de obras da Europa, Ásia, América do Sul e Norte e, por fim, África. O Festival Internacional de Cine en Centroamérica Ícaro será realizado entre os dias 4 e 11 de dezembro de 2021.

[Colocar ALT]
“Ano que vem tem mais” (Foto: Divulgação)

“Uma felicidade imensa participar deste Festival que não é só cinema, é também um grande evento cultural e econômico para atividade em toda América Central. Já tive oportunidade de ser jurada na Guatemala e senti o poder integrativo e formativo desse evento, sem dúvida o Ícaro é um dos mais importantes projetos culturais da região e nosso Carnaval em imagens e sons está lá agora, fazendo história”, comentou Marinete Pinheiro.

“Fico realmente sem palavras e feliz de ver que gostaram de como contamos uma história e de como é possível deixa-la comunicável e emocionante para o mundo inteiro, vendo que o Carnaval de Campo Grande totalmente fora do eixo porém cheio de paixão e nossa interpretação da brincante de Manoel de Barros encantaram a curadoria” afirma o e diretor Filipi Silveira.

 

 

Veja também

Fisiculturista famosa, vovó fitness desabafa: "não devemos aceitar esse tipo de preconceito"

Últimas notícias