MidiaMAIS

Esquentou? 3 dicas e cuidados essenciais para guardar as roupas de inverno

Com o aumentar das temperaturas depois de um fim de semana de frio, os moletons e casacos voltam para o guarda-roupas

Carlos Yukio Publicado em 26/05/2021, às 15h30

(Reprodução, Ilustrativa)
(Reprodução, Ilustrativa)

Depois de um rápido momento de frio em MS, as temperaturas já voltaram a subir a partir desta quarta-feira (26). Graças a essa mudança brusca, as roupas de frio voltam para o fundo do ármario. Mas como manter os moletons, cascos e jaquetas bem guardados até a chegada do próximo frio? Elas costumam ocupar um bom espaço do guarda-roupas e, por isso, guardá-las de uma forma cuidadosa é essencial para garantir a resistência e durabilidade dos produtos. 

Ter uma boa organização dá mais espaço ao ser guarda-roupas e será possível deixar as roupas leves de meia-estação e verão mais acessíveis, tornando a organização do ambiente mais prática e inteligente. Simplesmente jogá-las em uma caixa pode ser uma solução mais rápida, mas certamente o esforço que você terá que fazer para recuperar suas roupas ao reabri-la algumas semanas mais tarde poderá causar algum arrependimento.Além de ser um ambiente perfeito para mofo e traças!

As roupas para o frio tamém costumam ser os itens mais caros do guarda-roupas. Por isso, tomar os cuidados necessários ao guardá-las é essencial para que você possa utilizá-las durante vários invernos, o que também significa mais economia e diminuição de gastos desnecessários. Vamos às dicas? 

Prepare as roupas antes de guardá-las

O primeiro passo antes de começar a preparar os itens que serão guardados é simplesmente escolher as peças que permanecerão no seu armário. Organize em uma caixa ou sacola as roupas que podem ser doadas, desta forma você evita que esses itens ocupem um espaço desnecessário e ainda pode ajudar outras pessoas!

Verifique também se as roupas estão completamente limpas. Analise o aspecto da peça, seu cheiro e possíveis manchas. Caso a roupa não esteja limpa e cheirosa antes de ser armazenada durante meses, é preciso que ela seja lavada.

Antes de começar a lavagem das peças, fique atento e revise as instruções de lavagem na etiqueta de cada produto. Há muitos materiais que exigem um cuidado especial e, por isso, devem ficar longe da máquina de lavar e da secadora. Somente após eliminar possíveis manchas, sujeiras ou mau cheiro e a peça estiver completamente limpa e seca será possível passar para próxima etapa.

Defina o local ideal de armazenamento

Cada peça do seu guarda-roupa de inverno tem características específicas e deve ser armazenada de uma maneira diferente. Para definir o local ideal, a pergunta a ser respondida é: como manter suas roupas o mais protegidas possível dentro do espaço que você tem disponível no seu quarto ou casa?

Uma boa forma para contornar a falta de espaço, que costuma ser um problema nestes casos, é adotar o sistema de rodízio, alternando roupas de inverno e verão no seu armário sempre que houver a mudança de estação. No momento em que todos os produtos forem removidos do armário, fazer uma limpeza completa no móvel também é uma ótima ideia!

Uma regra que deve ser sempre seguida é evitar ao máximo locais úmidos, quentes e muito iluminados. Especialmente para roupas em lã e algodão, o ideal são espaços secos, arejados, frios e que não recebam a incidência direta de luz, o que poderia prejudicar as fibras dos produtos e, até mesmo, alterar sua cor.

Dobrar ou pendurar?

De uma forma geral, nossa sugestão é que dobre qualquer peça que possa ser repuxada ou perder o formato caso pendurada, como os suéteres, e pendure qualquer peça que possa ficar amassada, caso permaneça dobrada por muito tempo.

Comece reservando um cantinho do seu guarda-roupas para os itens que devem ser pendurados, como calças, casacos e saias. Faltou espaço? Uma arara extra pode ajudar, mas, antes de pendurar suas roupas, o ideal é que sejam protegidas por uma capa de proteção que cubra totalmente a peça.

Outra dica que pode ajudar a deixar o ambiente mais organizado é evitar cabides de arame, dando preferência para os mais estruturados, que costumam dar mais sustentação aos produtos, especialmente para os itens mais pesados. Para finalizar, mantenha todas as peças viradas para o mesmo lado e separadas por cores.

Outra dica importante é não amassar ou comprimir muito os produtos que serão dobrados, evitando o uso de sacos a vácuo para peças mais delicadas e que exigem cuidado e atenção redobrados, como suéteres e casacos com enchimento em plumas e penas de pato. Armazene em sacos a vácuo os itens que ocupam mais volume, como cobertores e edredons.

Evite ao máximo colocar as peças em sacos plásticos – eles retêm umidade e podem provocar mofo e manchas em algumas roupas. Para peças que tenham algum tipo de fio mais delicado, enfeite especial ou que possam perder a cor, a melhor opção seria separá-las do restante dos itens em algum saco de TNT ou envolvê-las em papel seda.

Para proteger suas peças contra mofo, fungos e traças de uma forma natural e sem substâncias químicas, acrescente algumas bolas de cedro ou sachês de lavanda às caixas e no seu armário. Além de protegerem suas roupas, são ótimas opções para garantir um cheiro agradável durante todo o tempo que estiverem armazenadas.

Calçados e Acessórios

Os seus calçados de inverno também podem ser armazenados em caixas. Neste caso, vale a mesma regra das roupas: é preciso que estejam completamente limpos e secos. Outra dica importante, especialmente para as botas de cano longo, é inserir um papel ou buchas de plástico para que o produto não perca o seu formato original.

Não esqueça que seus calçados de inverno, especialmente as botas de couro legítimo para a neve, exigem cuidados de limpeza e conservação especiais. A maioria dos acessórios de inverno, como luvas, gorros e meias podem ser guardados em caixas. Já os lenços, mantas e cachecóis podem ser armazenados formando rolinhos ou pendurados em cabides amarrados com um nó simples.

Jornal Midiamax