MidiaMAIS

Com rap 'Mães', Lili Black é a campeã do Ellas Festival e leva R$ 6 mil para casa

Ariadne Farinéa e Camila Oliveira ficaram em segundo e terceiro lugar, respectivamente

João Ramos Publicado em 21/06/2021, às 12h44

Lili Black, Ariadne e Camila completam o pódio do Ellas Festival
Lili Black, Ariadne e Camila completam o pódio do Ellas Festival - (Divulgação)

Com dois dias de apresentações virtuais, o Ellas Festival foi um verdadeiro show de talentos. Idealizado pela musicista Ana Cabral, o evento premiou três cantoras que vivem em Campo Grande: Lili Black, que cantou a música “Mães”, conquistou o primeiro lugar e garantiu o prêmio de R$ 6 mil; Ariadne Farinéa, com a música “Indomada”, foi a vice-campeã e levou para casa o prêmio de R$ 4 mil; Camila Oliveira, que se apresentou com a música “Fugere Urbem”, ficou com a terceira colocação e foi premiada com R$ 2 mil.

As cantoras Karina Marques e Marina Dalla foram as apresentadoras. A campeã Lili Black diz que sempre gostou de música e o rap esteve presente em sua vida desde cedo. Ela entrou de vez no estilo, quando começou a participar de batalhas de freestyle, por volta do fim do ano de 2016.

“Sempre curti música, mas quando eu era mais nova estava meio perdida, sem saber se era isso mesmo que eu queria. Depois das batalhas passei a ter mais certeza que era isso. Minha primeira música lançada foi ‘Dinheiro Não Compra Postura’, em 2020”, conta.

Lili Black, a vencedora do Ellas Festival (Divulgação)

Lili decidiu participar do Ellas Festival pela visibilidade de um evento de música voltado à mulheres. “Gostei do espaço, pude mostrar meu trabalho, conhecer as minas da música, todas que se apresentaram tinham trabalhos de excelente qualidade. Estou emocionada por ter conquistado a vitória, foi muito importante ver aonde meu trabalho chegou, deu um gás para continuar o meu trampo”, afirma emocionada.

Sua música, “Mães”, tem uma letra que fala da batalha que mulheres com filhos enfrentam no dia a dia, principalmente as mães negras e indígenas. “Fiz essa letra pensando na minha mãe, pois vendo o que ela passou já sentia as injustiças que as mulheres sofrem. Decidi colocar no plural depois, transformar em um grito de várias mães, porque sei que muitas vão se identificar”, explica.

O show das 20 cantoras que participaram do evento está disponível no canal do Ellas Festival, no YouTube.

Jornal Midiamax