MidiaMAIS

Em junho, Palco Giratório traz espetáculos de circulação nacional

O Palco Giratório do Sesc recebe em junho dois espetáculos e oficinas tetrais pelos grupos Neto Machado (BA) e o Trapiá Cia Teatral (RN).

Tatiana Marin Publicado em 08/06/2018, às 16h09

Duas companhias teatrais se apresentam no Palco Giratório do Sesc em Junho. (Divulgação)
Duas companhias teatrais se apresentam no Palco Giratório do Sesc em Junho. (Divulgação) - Duas companhias teatrais se apresentam no Palco Giratório do Sesc em Junho. (Divulgação)

O Palco Giratório do Sesc terá apresentação de espetáculos e oficinas de companhias de teatro de circulação nacional em junho. Serão duas apresentações dos grupos Neto Machado, da Bahia, e Trapiá Cia Teatral, do Rio Grande do Norte. A entrada para os espetáculos é gratuita.

No dia 18, às 20h, no teatro Prosa do Sesc Horto acontece a apresentação do espetáculo “Desastro”, com o Grupo Neto Machado (BA). Voltada principalmente para os adolescentes, Desastro é uma coreografia neon, uma ideia de futuro congelada no passado, um universo de excentricidade espacial, um universo construído como um jogo de perguntas e respostas que levam a plateia a se dividir em grupos conforme suas escolhas. A classificação é Livre.

No dia 19, das 14h às 20 horas, o grupo teatral fará uma oficina de Super Poderes, na sala de artes cênicas do Sesc Cultura. Para se inscrever, é preciso ter pelo menos 18 anos e doar 3 litros de leite longa vida, que serão revertidos ao Mesa Sesc Brasil, para participar da oficina é necessário levar papéis com diferentes cores, material para colorir (lápis de cor, giz de cera, canetinha ou afins), tesoura e fita crepe.

No dia 21 de junho é a vez da Trapiá Cia Teatral com o Espetáculo “P’S”, às 20h, no Teatro Prosa Sesc Horto. Inspirado em “Eu, Pierre Rivière, que degolei minha mãe, minha irmã e meu irmão”, obra na qual Michel Foucault, a peça de Gregory Haertel descreve e analisa um caso real de parricídio acontecido na primeira metade do século XIX.

“P’s” traz para uma vila do sertão nordestino a história de P, jovem que assassina brutalmente alguns de seus familiares. Focando nas intensas contradições do personagem e passando por momentos que vão desde a sua infância até o seu suicídio, “P’s” procura trazer à tona o homem além do seu ato, não com o intuito de explicá-lo e, consequentemente, diminuí-lo, mas com a vontade única de nos aproximar dele e, com isto, talvez também nos aproximar de nós mesmos. P’s coloca em discussão a memória, a psiquiatria, a justiça e o amor desmedido. A classificação indicativa é 14 anos.

Dia 22, das 14h às 20 horas, na sala de artes cênicas, a Trapiá Cia Teatral (RN) fará a oficina O Som na Cena. As condições das inscrições são as mesmas: mínimo de 18 anos de idade e doação de 3 litros de leite longa vida.

O objetivo é demonstrar, na prática, como confeccionar instrumentos de materiais diversos e como os mesmos podem ser utilizados na cena teatral para realização de trilha sonora original e ao vivo. Algumas cenas do espetáculo P’s serão utilizadas para exemplificação do processo.

Serviço – O Teatro Prosa do Sesc Horto está na rua Anhanduí, 200. O Sesc Cultura fica na Avenida Afonso Pena, 2270.


Fale MAIS!

O que você gostaria de ver no MidiaMAIS? Envie sua sugestão para o e-mail [email protected], ou pelos telefones 67 99965-7898/3312-7422.

Siga a gente no Instagram: @midia_mais_ 

Jornal Midiamax