MidiaMAIS

Da dor à extrema felicidade, registros mostram as emoções vividas durante um parto

Filme mostra os detalhes do nascimento

Mariana Lopes Publicado em 19/04/2018, às 11h53 - Atualizado em 25/04/2018, às 13h21

None

Filme mostra os detalhes do nascimento

Sem hora marcada ou aviso prévio, de repente a bolsa estoura – ou não – e o bebê dá o aviso que é hora de sair do ventre. Deste momento até o nascimento do bebê, muita coisa acontece, tantas emoções transbordam, e tudo sem sequer ter um roteiro. Assim  como a vida, o trabalho de parto é tão ou mais dinâmico ainda. E para registrar cada detalhe deste momento único, é necessário ir além do olhar.

Na noite desta quarta-feira (18), foi realizada em Campo Grande uma sessão especial de vídeos de partos humanizados. O projeto “Parto com Pipoca”, que começou a ser exibido na Assembleia Legislativa de Florianópolis/SC, chegou à Capital Morena a fim de trazer um novo olhar na hora de fazer os registros em foto e vídeo de nascimentos.

A sessão de filmes foi realizada na casa da parteira Carol Figueiró e reuniu mães, pais, gestantes, doulas, obstetras e fotógrafos. Em um ambiente bastante aconchegante e simples, três filmes foram exibidos. E, claro, teve pipoca para acompanhar o cineminha caseiro.

Da trilha sonora ao registro dos momentos mais íntimos do parto, os vídeos mostravam o milagre da vida que foi gestada no ventre e naquele instante era parida e trazida ao mundo.

As cenas também marcam a força da mulher e o sagrado do verbo parir, onde a dor e o amor caminham juntos com o mesmo propósito: trazer a vida ao mundo.

Além D’Olhar

O projeto “Parto com Pipoca” é realizado pela empresa Além D’Olhar, da brasileira Viviane Scaggiante e da canadense Suzanne Shub, que há 9 anos se especializaram em registrar partos humanizados.

De 20 a 24 de abril, Vivian e Suzanne ministram um workshop em Campo Grande voltado a profissionais – ou não – que também pretendem entrar neste universo íntimo e tão cheio de significados que é o momento do nascimento de uma nova vida.

Segundo Vivian, o curso vai muito além de técnicas para operar uma câmera, mas trabalha, principalmente, a sensibilidade que o fotógrafo precisa desenvolver para registrar os tantos detalhes que ocorrem durantes as horas do trabalho de parto.

Vivian e Suzanne ressaltam que durante as horas do trabalho de parto exigem muita entrega não apenas dos pais e da família, mas também de toda a equipe de trabalho. Acompanhar todo o processo de nascimento de uma nova vida significa deixar o mundo externo de lado e mergulhar de corpo, alma e coração naquele universo do parto.

Estar 100% disponível e envolvido naquele momento é essencial para um resultado de qualidade. Vivian e Suzanne destacam também que os registros darão à mãe vivenciar o parto novamente através de outra perspectiva e relembrar todas as emoções que ela mesma viveu, mas em outro tempo.

A iniciativa de trazer a empresa Além D’Olhar para Campo Grande foi da parteira Carol Figueiró e da obstetra Rúbia Borges. Elas reforçam que a proposta é proporcionar qualificação aos profissionais daqui não em relação à técnica, mas sim no quesito sensibilidade no olhar e no sentir.

Conforme destaca a obstetra Rúbia Borges, o parto natural não tem um cronograma e não há como arrumar posições pré-estabelecidas, tudo precisa fluir naturalmente, respeitando cada momento. E o profissional que fez os registros precisa estar completamente atento e disponível para capturar os movimentos.

Mais informações sobre o curso pelo telefone (67) 9967-8276, Carol Figueiró.

Confira um vídeo de um parto humanizado que foi produzido por Vivian e Suzanne:

*Siga MidiaMAIS no Instagram – @midia_mais_

**Entre em contato com a gente e mande suas sugestões pelo WhatsApp (67) 99965-7898 ou pelo email [email protected]

Jornal Midiamax