MidiaMAIS

Espetáculo de rua gratuito reflete sobre o ‘mercado da religião’

Teatro Imaginário Maracangalha apresenta 'Conto da Cantuária' até o dia 29 de fevereiro

Daiane Libero Publicado em 26/02/2016, às 13h01

None
eebb5c06-adc6-40f5-b558-15f2ba8c9059_1.jpg

Teatro Imaginário Maracangalha apresenta 'Conto da Cantuária' até o dia 29 de fevereiro

Quem faz teatro de rua sabe que a pesquisa sobre a dramaturgia jamais cessa. O grupo Teatro Imaginário Maracangalha, comemorando dez anos de existência na Capital, sabe disso, e essa busca constante pela reflexão é o que move os integrantes. Por isso, as comemorações de uma década de trajetória do grupo trazem a montagem "Conto da Cantuária", que já circulo de 2009 a 2013, com vários elencos. A peça começa a ser encenada hoje, no bairro Maria Aparecida Pedrossian, e será finalizada no dia 29, na Praça Ary Coelho. 

Espetáculo de rua gratuito reflete sobre o 'mercado da religião'Para o diretor Fernando Cruz, o espetáculo, apesar de ser retomado este ano, se mantém extremamente atual. "O interessante dessa montagem é que de 2009 para cá esse olhar sobre as questões como a da religião e do comércio da fé foi criando outra configuração, mas se mantendo atual", analisa. Ele cita, como exemplo, o curto mandato do ex-prefeito Gilmar Olarte até 2015. 

Na ocasião, os fundos como Fmic (Fundo Municipal de Investimentos Culturais) e o Fomteatro (Fundo de Fomento ao Teatro) deixaram de ser pagos. Mas eventos como "Quinta Gospel" continuaram acontecendo na Capital. "Nós vemos que há um retrocesso no que vivemos hoje com setores religiosos ocupando cargos públicos como o Senado, a Câmara, beneficiando apenas determinados grupos", critica o artista. 

Pesquisa teatral

"Canto da Cantuária" surgiu para o grupo após uma pesquisa sobre a obra "Contos de Canterbury", escrita pelo autor inglês Geoffrey Chaucer em plena idade média. São 29 contos e o grupo adaptou o texto “Conto do Vendedor de Indulgências”, uma crítica ao comércio das religiões, transportada para hoje. "Nossa produção é muito focada nas questões atuais e o conto original teve o mesmo objetivo que hoje, é um texto medieval que aborda o comércio das religiões", enfatiza Fernando. 

Na montagem atual o elenco é composto pelos atuadores Renderson Valentim, Fran Corona, Moreno Mourão e Fernando Cruz que atua e assina a direção da peça. Porém, já agregou diversos outros atores, e o estilo de representação da obra foi mudando ao longo do tempo. "O 'Conto da Cantuária', assim como os outros espetáculos do grupo vêm de um processo de pesquisa contínua. Ele tinha um formato, e nós experimentamos ele até chegar no formato que está hoje", relata Fernando. Em agosto, o Teatro Imaginário Maracangalha exibe uma nova mostra de repertório, e "Conto da Cantuária" será reexibido. 

Confira abaixo onde a peça será apresentada de hoje até o dia 29 de fevereiro. A montagem acontece na rua, e não existe cobrança de ingresso. 

26 de fevereiro – 19h
Feira do Mª Aparecida Pedrossian, na rua João Francisco Damaceno, entre avenida Orlando Darós e rua Minerva. 

27 de fevereiro – 19h
Feira da Vila Jacy, na avenida Laudelino Barcelos, entre a avenida Europa e rua Dona Otília Barbosa.

28 de fevereiro – 17h
Parque do Sóter

29 de fevereiro – 11h
Praça Ary Coelho, no centro da Capital. 

Jornal Midiamax