MidiaMAIS

Com vida e morte no palco, Maria Alice Vergueiro traz à Capital peça Why The Horse

Dama do tablado flerta com próprio velório em espetáculo

Guilherme Cavalcante Publicado em 10/08/2016, às 20h03 - Atualizado em 03/06/2020, às 13h08

None
foto_espetaculo_why_the_horse_-_foto_de_vivian_maia_-04.jpg

Maria Alice Vergueiro é uma das damas do teatro brasileiro. Com mais de meio século de tablado, a atriz já fez quase de tudo no teatro. E mesmo com 81 anos, artrose, próteses no joelho e na bacia e Mal Parkinson, ela decidiu que não é, ainda, tempo de parar. Tanto é que em ‘Why The Horse?’ (Por que o cavalo?), Vergueiro surge mais uma vez na boca de cena, em peça que intencionalmente dialoga com o próprio velório.

O espetáculo, montagem do grupo Pândega de Teatro, integra o circuito do Palco Giratório 2016, que vem a Campo Grande nesta quarta (10) e quinta (11), no Teatro Prosa do SESC Horto, a partir das 20h. O texto promove à plateia uma reflexão acerca da morte. Ou da vida. Ou da finitude dela. Como o expectador preferir. Ou interpretar.

Aclamado pela crítica, ‘Why The Horse’ é resultado das próprias experiências da atriz. Uma espécie de despedida sem data marcada, amparada apenas na certeza incerta do morrer. “O futuro é a morte”, diz o ditado. Mas “para morrer, basta estar vivo”, diz outro. É desta forma que o espetáculo se relaciona com a própria história de Maria Alice Vergueiro.

Enquanto esteve internada numa CTI devido a uma infecção em suas próteses na bacia, ela viu outros pacientes morrerem a cada dia. Passou incólume, graças a Deus, porque não era a hora e nem sua vontade. Voltou para o palco para comemorar. Quer despedir-se do público, mas não tem prazo para o adeus.

Maria Alice Vergueiro justifica todos os esforços para sair de casa durante a temporada de ‘Why The Horse’ em Campo Grande. A atriz carrega em suas expressões a vivência do teatro, as passagens na tevê e, claro, seus 15 minutos de fama (que duraram alguns anos) quando tornou-se um dos primeiros memes e webdivas da internet brasileira, com o curta-metragem ‘Tapa na Pantera’. O encontro marcado certamente será um prazer – para o público e para a atriz.

Serviço – Palco Giratório 2016, com o espetáculo ‘Why The Horse’, do grupo Pândega de Teatro. Com Maria Alice Vergueiro e grande elenco. Nesta quarta (10) e quinta (11), às 20h, no Teatro Prosa do SESC Horto (Rua Anhanduí, 200). Os ingressos para todos os espetáculos do Palco Giratório neste ano serão 1 kg de alimento não-perecível, voltado ao programa Sesc Mesa Brasil, que deverão ser retirados antecipadamente no Sesc Morada dos Baís (Avenida Noroeste, 5140). Outras informações: (67) 3311-4300.

Jornal Midiamax