MidiaMAIS

Na semana da consciência negra, festival investe no fomento à cultura black

A primeira edição do evento vai reunir uma série de atrações culturais

Clayton Neves Publicado em 21/11/2015, às 09h45

None
livro_black_faces_1347640616.jpg

A primeira edição do evento vai reunir uma série de atrações culturais

Em comemoração ao Dia da Consciência Negra, um super festival vai acontecer em Campo Grande neste sábado (21), a partir das 16 horas. A primeira edição do Black Music Festival vai reunir uma série de atrações culturais, como forma de fomento à cultura negra e estímulo à reflexões sobre problemas globais da humanidade.

Embora esteja aberto para uma série de demonstrações culturais, naturalmente a música não deixa de ser a principal finalidade do evento com atrações nacionais como Maneva, esta grata surpresa do reggae paulistano que vem lotando shows e esgotando ingressos por onde passa e Rael da Rima, um dos mais legítimos representantes do Hip Hop nacional.

Completam o line up do evento atrações que mostram todo o valor da sena musical campo-grandense, como Marina Peralta, que trilha uma carreira que enriquece o cenário Sul Mato-grossenses; Chá Noise, que difunde de forma eclética seu som, flertando com várias influências musicais; Vamo Apelá que parte para um formato inovador e traz o som do vinis mixados pelo selecta Hall Fya e os vocais virtuosos de Xaras Gabriel fazendo bater forte o tambor; e o Rockers Sound System com seus sets de puro Reggae Music.

O cardápio gastronômico formado pela cozinha itinerante e saborosa dos Foods Trucks que tem desde comida Vegana, Mexicana, Italiana, Lanches com tempero da Nona, Café, Doces, Sucos Naturais, Drinks especiais, e deliciosos pastéis que todos amam, permitirão a todos viajarem pelo mundo através do evento.

O Black Music Festival acontece a partir das 16 horas desde sábado (21). O evento vai ser realizado no Armazém Cultural de Campo Grande, localizado na Avenida Calógeras, 3065 – Centro. O valor antecipado dos ingressos está sendo vendido a R$ 50 para estudantes e R$ 50 mais 1kg de alimento não perecível para não estudantes.

Jornal Midiamax