MidiaMAIS

Maior concurso de humor do Brasil tem campo-grandense entre 10 finalistas

Grande final acontecerá no dia 16 de Julho, em Campinas

Carol Alencar Publicado em 30/06/2015, às 20h20

None
capa_fred.jpg

Grande final acontecerá no dia 16 de Julho, em Campinas

Fred Oshiro está – pelo segundo ano consecutivo, entre os 10 e é único representante da Região Centro-Oeste, no maior concurso de humor do País. Nascido em Porto Velho (RO), Fred que tem 28 anos, mudou para Campo Grande ainda criança e se considera campo-grandense de coração. É formado em Análise de Sistemas e também cursou Publicidade, mas foi na improvisação que se encontrou. “Fui assistir a um stund up do Gentili uma vez e pirei, curti demais e desde lá quis se tornar um comediante, mas antes disso, não tinha ideia de como iniciar nessa profissão”, conta.

A busca pela melhor piada não só surgiu nos três anos dedicados ao humor. Desde criança, Fred tem uma vocação para tal. “Comecei fazendo teatro na Igreja, em casa sempre fazia gracinha com as tias e primas, já fiz uma peça no Glauce Rocha e quando despertei para o humor, procurei o grupo ‘Arte de Quinta’ aqui de Campo Grande; foi o que me deu uma base sólida para construir personagens e também, os improvisos”, avalia.

Dos três anos dedicados a nova profissão, o comediante já reuniu mais de 50 mil visualizações no vídeo ‘Tipos de Mãe’, que tem no Youtube. “Quando vi o numero de acessos nem acreditei, mas gostei muito, principalmente pelo fato de todos terem gostado, elogiado, muita gente comentando que identificou sua mãe no vídeo, as pessoas marcavam a própria mãe para assistir o vídeo…Achei bem bacana, e depois disso muita gente me adicionou, pessoas de todos os cantos do Brasil”, comenta.

Fred Oshiro já se apresentou em bares da Capital e do interior e, também, no famoso Comedians – clube dos comediantes Rafinha Bastos e Danilo Gentili. Vale lembrar que ele também esteve fazendo stund up no Paraguai.

Quando perguntei sobre qual o tipo de piada que lhe apetece ele respondeu: “meu humor é bem leve e para fazer comédia tem que ser você, não adianta querer ser outra pessoa porque a personalidade influencia na hora do improviso e eu sou mais brincalhão, não tiro tanto sarro e não costumo fazer ofensas”.

Em seus textos, o humorista que vê o humor em tudo, desde TV, na rua e até numa roda de amigos, diz que utiliza o próprio cotidiano para criar os esquetes. “Muita coisa dos meus textos eu tiro de casa, uso muito meu avô e minha mãe nas piadas, eles até me dão um puxão de orelha, mas a priori, tenho usado bastante a minha rotina… em uma apresentação, relembrei uma história que ri bastante em casa que foi quando meu avô chegou em casa com um frango de macumba e disse que ia jantar com a minha vó, e a luz de velas ainda, essa o pessoal riu muito…e por ai vai”, lembra Fred.

Concurso

O 5º Campeonato Brasileiro de Stund Up aconteceu mediante votação do público, que assistia aos vídeos encaminhado pelos participantes e deste processo, ocorrido entre os dias 26 de maio a 21 de junho, sairia os 10 melhores comediantes para participar da grande final, que irá acontecer no próximo dia 16 de julho, em Campinas.

No concurso haverá até terceiro lugar e o grande vencedor, terá direito de participar do maior festival de humor da América Latina, o Risadaria, que acontecerá em São Paulo, também no mês de julho.

Para o nosso comediante campo-grandense, estar entre os finalistas já é uma emoção, uma vez que ele é um dos dez que não é do Nordeste. “Eu não tenho uma definição para humor, acho que ver as pessoas rindo e se divertindo para mim está ótimo”, pontua Fred que tem como referência o grande e maior humorista de todos os tempos, Chico Anysio.

Sobre mudar para o grande centro que respira comédia, o comediante disse que está nos planos. “Tenho meu pai e minha irmã morando em São Paulo e estamos [ele e a namorada] avaliando essa possibilidade de mudar num futuro próximo”.

Jornal Midiamax