MidiaMAIS

De Aquidauana, Rubens Correa será homenageado em peça que estreia neste mês

O espetáculo será exibido de 24 a 28 de fevereiro, sempre às 20 horas, com entrada gratuita.

Midiamax Publicado em 19/02/2015, às 21h18

None
img_8152.jpg

O espetáculo será exibido de 24 a 28 de fevereiro, sempre às 20 horas, com entrada gratuita.

Um dos maiores atores brasileiros – Rubens Correa – nasceu aqui, em Aquidauana, na época em que ainda éramos Mato Grosso. O ator que morreu em 1996 é pouco lembrado por essas bandas e para fazer jus a sua obra e legado, o ator e diretor Espedito Di Montebranco estreia no dia 24 de fevereiro a peça: Rubens Correa, um grande Artaud de Aqui

O trocadilho é para não esquecer, que Correa é daqui, e ao mesmo tempo também homenagear a obra do poeta e escritor francês Antonin Artaud – que tanto influenciou Correa.

O espetáculo que será exibido de 24 a 28 de fevereiro, sempre às 20 horas, com entrada gratuita no Teatro Aracy Balabanian, foi produzido pela Associação Artística Cultural Palco de Artes Cênicas/Grupo Teatral Palco Sociedade Dramática, com investimento do Prêmio Funarte de Teatro Myrian Muniz de Teatro 2012/Ministério da Cultura/Governo Federal e Prêmio Rubens Corrêa de Teatro 2013 – Fundação de Cultura de MS/Governo do Estado de MS.

Espedito Di Montebranco conta que nos quase 60 minutos de espetáculo procura mostrar um pouco da vida e obra deste grande ator nacional e ao mesmo tempo sua paixão pela obra do poeta e escritor Francês Antonin Artaud, nascido em 04 de setembro de 1896 e morto em 04 de março de 1948.

“Mais que a tentativa de mostrar um espetáculo, nasceu o desejo de reconhecer e divulgar a obra destes dois grandes mestres do teatro, uma vez que em Mato Grosso do Sul a memória de Rubens Correa a cada dia se torna mais distante. O nome de Rubens não figura em nenhum teatro ou espaço merecedor de sua grandeza, figura apenas em uma sala do Centro Cultural José Octávio Guizzo usada para reuniões”, diz.

Ainda conforme Espedito, a peça busca colocar em cena as lembranças de Rubens Correa em Aquidauana, o internato no Rio de janeiro, a paixão pelo teatro, a descoberta de sua paixão por interpretar loucos, velhos e tarados e a paixão pela obra de Antonin Artaud. ,

A dramaturgia da peça é organizada com trechos de obras de Artaud e colagens de textos de William Sheakespeare, da obra Hamlet, e do ator, dramaturgo e diretor Espedito Di Montebranco.

A classificação do espetáculo é sugerida para maiores de 10 anos. Os ingressos podem ser retirados uma hora antes na bilheteria do teatro, localizado no Centro Cultural José Octávio Guizzo. As escolas que desejarem agendar devem entrar em contato com o ator Espedito Di Montebranco, no telefone (67) 9903-4865.

Jornal Midiamax