MidiaMAIS

Com intuito de levar cinema de graça à população, Três Lagoas ganha seu primeiro cineclube

Curtas ‘Tempooral’ e ‘Ana’ serão os atrativos da noite de estréia

Carol Alencar Publicado em 25/02/2015, às 20h47

None
1532110_3778784683890_101375361_n.jpg

Curtas ‘Tempooral’ e ‘Ana’ serão os atrativos da noite de estréia

Três Lagoas têm cinema sim senhor. A produção cinematográfica de Mato Grosso do Sul pode ficar despreocupada porque neste domingo (1º), num espaço em frente à lagoa, será inaugurado o primeiro cineclube da cidade, o Bocacine.

A proposta da ação foi organizada pelo Núcleo de Audiovisual e pelo Grupo de Teatro Identidade. Liderado pelo vídeomaker Cadu Modesto Fluhr, o objetivo é levar ao publico, de maneira totalmente gratuita, uma programação fílmica de diversos gêneros e formatos e, antes de tudo, fomentar a produção cinematográfica local.

Na primeira sessão, os curtas Tempooral – de Cadu Fluhr e Ana, de Breno Benetti estarão na telona a partir das 18 horas.

Sinopses dos filmes

Tempooral

Quando os espaços para aprender a morrer estão muitos difíceis ao entendimento, quando o ser humano chega ao limite da compreensão, ficamos em meio à falta crônica de um processo socializador para a morte.

Ana

Ao despertar, Ana tem uma série de devaneios e surtos acerca daquilo que todos os dias ela faz e insiste em refazer. Em uma manhã rotineira propõe-se mergulhar por suas contradições e conflitos e nesse mergulho ela se encontra com sua essência quase que original. Como num sonho, construído com imagens arquetípicas, como se fotografássemos a psique de Ana, ela tem a oportunidade, mesmo que apenas imaginária, de se encontrar e refazer uma vida que tanto esperar para ser.

Ambos têm classificação livre.

Jornal Midiamax