MidiaMAIS

Artista de MS, Evandro Prado leva exposição de artes para interior de Alagoas

O artista compõe o grupo Aluga-se de São Paulo

Carol Alencar Publicado em 19/04/2015, às 09h26

None
21907_1107032925989148_1081858854475680285_n.jpg

O artista compõe o grupo Aluga-se de São Paulo

O artista plástico sul-mato-grossense, Evandro Prado faz parte daquela turma que partiu para São Paulo, para levar suas inspirações artísticas (e reforça-las) para demais galerias e afins. Quase cinco, de seus 30 anos de idade, são dedicados à vida paulistana.

O artista integra um grupo de outros artistas que investem em obras contemporâneas, o Grupo Aluga-se. Este tem feito exposições decorrentes pelo Brasil afora e, inclusive, já expôs em Nova York.

Nesta semana, o Aluga-se que além do conterrâneo, é formado pelos artistas Giba Gomes e Yara Dewachter, está em circulação artística no estado de Alagoas.

Em entrevista ao MidiaMAIS, o artista local, contou que com a exposição ‘Pelas Terras da Coroa’, foi apresentado um projeto à Funarte – Fundação Nacional das Artes, o qual foi aprovado, para levar até o município de São Miguel dos Milagres – que fica 106 km da Capital Maceió, um pouco de arte, cultura e oficinas para os 6 mil habitantes que lá vivem.

“Estar em residência em outra cidade é vivenciar outra cultura e outros hábitos e, sem dúvida, é uma oportunidade de nos confrontar com novas possibilidades, o que, com certeza, refletirá na nossa produção artística”, argumenta Prado.

Juntos, os artistas do grupo estarão em ‘residência’ na cidade até 5 de maio. A programação inclui oficinas de desenho, gravura e auto retrato além de uma exposição montada  ao final do minicurso, com direito a um catálogo de imagens de toda a circulação na cidade.

“A intenção é através de uma relação de troca, apresentar outras imagens em uma exposição ao final do período de residência, do que foi vivido na cidade”, pontua.

Além de conhecer a cidade através da troca e vivencia com os moradores, discutir com um crítico convidado sobre as experiências da residência, os artistas pretendem, com “Pelas terras da coroa”, experimentar e explorar os diálogos possíveis de montagem das obras de arte em uma casa e, também no espaço urbano, uma vez que a exposição foge dos padrões expositivos museológicos do ‘cubo branco’ – buscando assim, integrar-se mais ao contexto local.

 “Temos que fazer com que os moradores sintam-se ambientados em sua própria casa, e captem a real mensagem do lance artístico, que é o foco principal do projeto”, explica.

As oficinas serão realizadas de 20 a 25 de abril e a exposição ‘Pelas Terras da Coroa’, acontece de 21 de abril a 4 de maio no Largo de Santo Antônio – em frente à igreja do Bairro Tatuamunha, em São Miguel dos Milagres – Alagoas. 

Jornal Midiamax