MidiaMAIS

“Arte de Quinta” aborda o lado criança dos adultos neste sábado

O espetáculo tem duração aproximada de 120 minutos e classificação de 14 anos.

Mikaele Teodoro Publicado em 07/10/2015, às 12h47

None
arte_de_quinta.jpg

O espetáculo tem duração aproximada de 120 minutos e classificação de 14 anos.

Grupo Adote – Cia.Teatral apresenta neste sábado o show de humor “Arte de Quinta: Volte a ser Criança!”. A apresentação será no Teatro Aracy Balabanian do Centro Cultural José Octávio Guizzo, às 20 horas. O espetáculo tem duração aproximada de 120 minutos e classificação de 14 anos.

“O espetáculo é uma saudável troca entre ator e espectador, que faz bem tanto para quem está no palco como para a plateia. O público reconhece em muitos momentos e tipos comuns e corriqueiros, que são encontrados todos os dias e lugares, por vezes, esquecidos. As situações cotidianas encenadas parecem, a princípio, surreais, mas bem que poderiam ter acontecido com qualquer um. A cada espetáculo surgem novos personagens, com certeza você nunca verá um espetáculo igual ao outro, esse em especial será uma parte voltada para criança que tem dentro de todos nós”, explica Beth Terras, diretora do grupo.

“Na verdade, o Show de Humor “Arte de Quinta” acabou criando vida própria e vai crescendo a cada apresentação para a felicidade dos ávidos por uma boa diversão, combatendo o marasmo e o stress, pois nasceu da necessidade de tornar mais clara e divertida a arte do fazer rir. É um espetáculo que agrega o teatro, a música e a dança de uma forma alegre, onde a informação é passada ao público de forma direta e ingênua o que faz com que o mesmo repense alguns conceitos no seu cotidiano”, explana a diretora.

Os ingressos são vendidos por R$ 10 na Ótica da Barão, na Rua Barão do Rio Branco, 1.621, no Espaço Eduardo Lima, na Rua Padre João Crippa, 1.526 ou pelos telefones 9103-1580 e 9994-8282 (whatsapp). No dia do espetáculo a entrada custará R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia)

O Centro Cultural José Octávio Guizzo fica na Rua 26 de Agosto,453, entre as ruas Calógeras e a 14 de Julho.

Jornal Midiamax