MidiaMAIS

Biblioteca Pública Estadual Isaías Paim celebra teatro brasileiro com Exposição Literária

A Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul abre na Biblioteca Pública Estadual Dr. Isaías Paim a Exposição Literária “Teatro: a arte de interpretar”. A mostra acontece na próxima terça-feira (2), a partir das 8h30. O Teatro, comemorado no dia 19 de setembro, será celebrado pela Biblioteca Pública Estadual Dr. Isaías Paim. A exposição […]

Arquivo Publicado em 01/09/2014, às 00h17

None

A Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul abre na Biblioteca Pública Estadual Dr. Isaías Paim a Exposição Literária “Teatro: a arte de interpretar”. A mostra acontece na próxima terça-feira (2), a partir das 8h30.

O Teatro, comemorado no dia 19 de setembro, será celebrado pela Biblioteca Pública Estadual Dr. Isaías Paim. A exposição apresenta obras referentes ao teatro de rua, de revista, de vanguarda ao teatro de arena, musical, do oprimido, amador e anônimo, do infantil ao teatro de protesto universitário.

O leitor terá uma visão ampla do melhor de nossa arte dramática também conhecida como a fábrica de ilusão e que inclui peças de autores consagrados em nível nacional e internacional, biografias de grandes atores, entrevistas e palcos históricos.

A arte teatral, que teve no ator Paulo Autran a sua melhor definição ao declarar numa entrevista que “o teatro é a arte do ator”, é ressaltada por seus grandes protagonistas na série de bastidores do teatro brasileiro, com entrevistas de atrizes do porte de Irene Ravache, Eva Wilma, Dina Sfat e Nicette Bruno a Dercy Gonçalves, Tônia Carrero, Dulcina de Moraes e Bibi Ferreira, duas gerações unidas pela interpretação.

Também em evidência atores como Raul Cortez, Sérgio Britto, Paulo Grancindo, Jorge Dória e Jardel Filho a Tony Ramos, Edwin Luisi, Stênio Garcia e Armando Bógus, além de Cláudio Correa e Castro, Ednei Giovenazzi, Renato Borghi, Henriqueta Brieba, entre outros intérpretes, com destaque para o aquidauanense Rubens Correa e da meteórica presença de Sérgio Cardoso nos palcos da vida.

Expostas estarão também obras que vão dos clássicos das tragédias gregas a William Shakespeare e Jean-Baptiste Poquelin, mais conhecido como Molière, das comédias de costumes de Martins Pena e João Caetano. Os leitores serão levados a sentimentos, sensações e emoções no trágico, humano e o moderno em Nélson Rodrigues, o popular e o erudito de Ariano Suassuna, a sarjeta dos marginalizados de Plínio Marcos, o engajamento do Teatro de Arena de Gianfrancesco Guarnieri, a estética do oprimido em Augusto Boal e o olhar inusitado de Amir Labaki.

Destaca-se ainda o trabalho da maior crítica e ensaísta do teatro nacional, Bárbara Heliodora, em seu livro “Caminhos do Teatro Ocidental”, da importância na pesquisa do fazer teatral do crítico Sábato Magaldi, do panorama do teatro de revista em imagens na pesquisa de Delson Antunes, da iconografia teatral nos acervos fotográficos de Walter Pinto e Eugénio Salvador.

Há de se apontar também a criatividade do teatro de animação e de bonecos no Brasil como o grupo Giramundo, dos segredos de uma empresa chamada companhia Maria Dela Costa, a magia do teatro através do projeto Lâmpada Mágica, que se tornou uma referência nacional, e das grandes salas como o Teatro Amazonas. Do renascer de um palco centenário, o Theatro Guarany e do clássico e imponente Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

As Exposições Temporárias da Biblioteca Pública Estadual Dr. Isaías Paim são mensais e tratam de temas específicos com o objetivo de dar visibilidade às obras que compõem o seu acervo, possibilitando a captação de novos usuários e estimulando assim o incentivo à leitura e a formação de novos leitores. Os serviços oferecidos por uma biblioteca partem das necessidades básicas de fomentar o reconhecimento da população à oportunidade que lhes é oferecida em um espaço onde se preservam livros, informação, cultura e história.

Jornal Midiamax