MidiaMAIS

Grupo Palco comemora 20 anos com temporada de teatro

Começa hoje (14) e vai até sábado (16) a temporada de apresentações do Grupo Teatral Palco, Sociedade Dramática. Com uma comédia, um monólogo e uma peça expressionista os atores vão mostrar um pouco do trabalho que já dura 20 anos. Serão duas sessões por noite, às 19h e às 21h, no Centro Cultural José Octávio […]

Arquivo Publicado em 14/02/2013, às 11h45

None
1626363841.jpg

Começa hoje (14) e vai até sábado (16) a temporada de apresentações do Grupo Teatral Palco, Sociedade Dramática. Com uma comédia, um monólogo e uma peça expressionista os atores vão mostrar um pouco do trabalho que já dura 20 anos. Serão duas sessões por noite, às 19h e às 21h, no Centro Cultural José Octávio Guizzo.

A temporada, em comemoração ao aniversário do grupo, inicia nesta quinta-feira (14) com a peça “Socorro, minha casa é uma comédia”. O enredo conta a história de uma família brasileira com seus problemas e costumes.

Já na sexta-feira (15), o monólogo “Pobre Diabo Louco e seu discurso para Moscas” promete segurar a atenção do público. Praculá Makob é um indigente que anda perdido pelo Brasil com o sonho de chegar ao Distrito Federal e falar poucas e boas ao Presidente da República.

A peça “O Escurial”, escrito em 1927 por Michel de Ghelderode, será encenada no sábado (16). O texto expressionista conta a história de um rei refém da sua loucura. Ele vagueia solitário e diverte-se com a própria insanidade.

Os espetáculos têm classificação de 10 anos e duração aproximada de 55 minutos. Os convites custam R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia) e podem ser adquiridos na bilheteria do teatro Aracy Balabanian, 1 hora antes do evento. A meia-entrada é valida para estudantes, professores, doadores de sangue e idosos (acima de 60 anos), com a apresentação de seu respectivo comprovante.

Mais informações podem ser obtidas pelos telefones 3317-1795 ou no Centro Cultural José Octávio Guizzo que fica localizado na rua 26 de Agosto, 453, entre a Calógeras e a 14 de Julho.

O evento é financiado pela Prefeitura Municipal de Campo Grande através do FOMTEATRO da FUNDAC e tem o apoio da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS), Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) e Render Brasil.

Jornal Midiamax