Geral

VÍDEO: Caminhão da Solurb destrói sinalização feita por moradores no Oiti

Moradores interditaram cruzamento por conta da quantidade de terra no local

Midiamax Publicado em 18/02/2015, às 16h00

None
_mg_7203.jpg

Moradores interditaram cruzamento por conta da quantidade de terra no local

Uma equipe da Solubr, empresa responsável pela coleta de lixo em Campo Grande, foi flagrada destruindo a sinalização feita por moradores da Rua Hellaine de Moura Castro, no Residencial Oiti, região do Parque Residencial Maria Aparecida Pedrossian. A via estava interditada por conta da quantidade de terra trazida do bairro vizinho, durante as fortes chuvas da última semana. Um vídeo mostra o momento em que o caminhão de coleta passa pelo local.

As imagens gravadas na manhã desta quarta-feira (18), mostram o caminhão destruindo a sinalização. Um dos funcionários da empresa chega a derrubar as maderias que seguravam a faixa de interdição. Segundo o morador Márcio Deivid dos Santos, de 35 anos, a rua foi interditada há cerca de 7 dias. 

“Esta é a segunda vez que eles fazem isso. Na segunda-feira (16), eles já tinham desmanchado a sinalização que fizemos. Isso é um absurdo. Ao invés de colaborarem com a população para que o problema seja solucionado, passam por cima de tudo”, lamenta.

O morador relata que a rua foi interditada devido a grande quantidade de terra que durante as enxurradas desce da Rua Três Poderes, no Bairro Panorama, e se acumula no cruzamento entre a Rua Hellaine de Moura Castro e a Travessa Bambu.

“Já fizemos vários ofícios relatando o problema, mas a Prefeitura não faz nada para arrumar, então, fizemos a sinalização para evitar acidentes. Quando chove desce terra, pedra e a rua que é asfaltada fica parecendo estrada de chão”, relata.

A reportagem tentou falar por telefone com a Solurb para saber o posicionamento da empresa sobre a atitude da equipe de limpeza, no entanto, até o fechamento deste texto as ligações não foram atendidas.

Já em contato com a Prefeitura, a assessoria de comunicação não informou detalhes sobre o caso e solicitou que as perguntas a respeito da interdição feita pelos moradores e sobre a previsão para que o problema na Rua Três Poderes seja resolvido fossem encaminhadas pelo e-mail, mas até o fechamento deste texto, não houve resposta.

WhatsApp: fale com os jornalistas do Jornal Midiamax

O leitor enviou as informações ao WhatsApp da redação, no número (67) 9207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem diretamente com os jornalistas do Jornal Midiamax. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total anonimato garantido pela lei.

Jornal Midiamax