Geral

Obra na Via Parque tem dinheiro em caixa, mas está parada

Prefeitura recebeu repasse de R$ 1,3 milhão do Detran-MS há sete meses

Midiamax Publicado em 15/01/2015, às 15h05

None
_capa_x.jpg

Prefeitura recebeu repasse de R$ 1,3 milhão do Detran-MS há sete meses

Após sete meses do recebimento de R$ 1.372.991,81, para retirar a rotatória da Avenida Mato Grosso com a Via Parque, as obras no local ainda não saíram do papel. De acordo com o Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul), esse montante foi repassado ao município por meio de um convênio firmado entre os governos municipal e estadual, contudo, a responsabilidade na execução dos serviços é da Prefeitura.

O projeto previa a instalação de oito semáforos e de duas alças de acesso e o objetivo principal era conter o grande fluxo de veículos que atormenta os moradores da região norte de Campo Grande e precisam ir em direção ao Centro.

Na ocasião da assinatura do convênio, a Prefeitura pretendia iniciar as obras em até 45 dias, contudo, passados sete meses, as obras ainda não iniciaram.

De acordo com a assessoria de imprensa da Agetran (Agência Municipal de Trânsito), o processo de licitação da obra foi aberto em novembro de 2014, todavia, logo em seguida, a licitação parou em virtude de impugnações feitas por empresas interessadas no certame.

Desta forma, a Agetran informou que já analisou e encaminhou um novo projeto de licitação, que deve acontecer em breve, sem dar uma data específica.

Ainda de acordo com a Agetran, está sendo feito um trabalho para melhorar o trânsito na região. A Seintrha (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação) fez a ligação entre a Rua Antonio Maria Coelho e a Avenida Mato Grosso – a única parte do projeto executada até agora e que, na prática, pouco altera o tráfego na região.

O projeto

De acordo com a Prefeitura, o projeto prevê a retirada da rotatória e a implantação de oito semáforos. Além disso, serão abertas quatro alças de acesso.

Outro ponto de destaque é a proibição da conversão à direita, para os motoristas que seguem pela Via Parque, sentido centro bairro, e querem subir a Avenida Mato Grosso, e direção ao Parque dos Poderes. Este tráfego será desviado para a continuação da Rua Antonio Maria Coelho, Antonio Teodorokiski , que dará acesso à Avenida Mato Grosso.

Outra alteração é para quem vem do centro da cidade pela Mato Grosso e quer passar a Via Parque . Este motorista terá de entrar à direita, uma quadra antes, na Rua Ingazeira, para chegar à Antonio Maria Coelho.

Por conta do projeto, a Antonio Maria Coelho passará a ser mão única (sentido Parque dos Poderes) até a Rua Antonio Teodoroviski. A Prefeitura também pretende recapear a Antonio Maria Coelho.

Jornal Midiamax