Geral

Grávida de 42 semanas, jovem tenta há uma semana ser internada na Capital

Luana diz que hospitais alegam falta de vaga ou de estrutura

Midiamax Publicado em 18/02/2015, às 18h52

None
img-20150218-wa0000.jpg

Luana diz que hospitais alegam falta de vaga ou de estrutura

Grávida de 42 semanas, a boleira Luana Gonçalves dos Santos, de 20 anos, está desde a semana passada tentando ser internada em algum hospital da Capital para dar a luz. “Ainda não consegui, estão alegando falta de vaga ou de estrutura”, conta.

Segundo a jovem, ela havia conseguido um encaminhamento com médica da Maternidade Cândido Mariano. “Pediram para eu voltar hoje (quarta-feira). Cheguei lá a médica estava de férias. A plantonista disse que eu não estava grávida de 42 semanas e não quis me atender”, relata.  Ainda de acordo com a boleira, funcionária teria rasgado seu encaminhamento.

Luana foi à Santa Casa, onde foi informada por médico que não tinha necessidade de ser internada neste momento. “Não sei mais o que fazer”, lamenta. A jovem conta já ter feito 9 ultrassons. “Com o dinheiro que gastei teria feito uma cesariana”.

Outro lado

A equipe de reportagem entrou em contato com a assessoria do Hospital Cândido Mariano e da Santa Casa, mas não obteve resposta de nenhuma das partes.

De acordo com a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), quando é feito o pré-natal nas unidades de saúde o médico que solicita a internação para o trabalho de parto.

WhatsApp: fale com os jornalistas do Midiamax

O leitor enviou as informações pelo WhatsApp da redação, no número (67) 9207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem diretamente com os jornalistas do Midiamax. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total anonimato garantido pela lei.

Jornal Midiamax