Geral

Funcionário denuncia empresa de couro por jogar produtos químicos no Rio Anhandui

Conforme relato água poluída está sendo lançada ao rio há seis meses

Midiamax Publicado em 14/02/2015, às 15h36

None
1.jpg

Conforme relato água poluída está sendo lançada ao rio há seis meses

Agua com diferentes componentes químicos poodem estar sendo lançada no Rio Anhandui, sem receber tratamento adequado. A informação é do funcionário de uma empresa especializadas e couros, localizada em Campo Grande.

O funcionário, que preferiiu não se identificar, afirma que o cromo, produto químico aplicado, geralmente, sobre material metálico a fim de torná-lo resistente à corrosão é um dos componentes da água lançada no rio. “Esse produto é extramamente nocivo”, afirma.

Segundo a denúncia, a empresa teria cortado o tratamento da água, há seis mesmo, no entanto, o funcionário alega que só teve conhecimento do fato, recentemente, quando decidiu denunciar. “Só soube agora por um colega de trabalho. Isso é muito perigoso porque o precesso de curtimento do couro necessita de muitos produtos químicos e a água com os resíduos estão sendo lançadas no córrego sem tratamento”, garante.

A reportagem do Jornal Midiamax entrou em contato com a assessoria de comunicação da PMA (Polícia Militar Ambiental) e foi informada de que o caso também deve ser denunciado na Decat (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Ambientais e Proteção ao Turista) para que haja uma apuração criminal e perícia surpresa da água. “Só assim é possível caracterizar o crime”, explica.

Além de orientar quanto a importância de registrar o boletim de ocorrência, a assessoria de comunicação da PMA destaca que o caso deve ser levado ao conhecimento da Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) para que a empresa possa ser notificada.

A reportagem também tentou falar, por telefone, com a adminsitração da empresa para  no entanto, até o fechamento deste texto não foi atendida. Como não há denúncia formalizada a respeito do caso, a identidade da empresa permanece preservada.

WhatsApp: fale com os jornalistas do Jornal Midiamax

O leitor enviou as informações ao WhatsApp da redação, no número (67) 9207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem diretamente com os jornalistas do Jornal Midiamax. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total anonimato garantido pela lei.

Jornal Midiamax