Geral

Fiéis da Deus é Amor da Capital lamentam morte de fundador

Aproximadamente 200 pessoas frequentam os cultos na central da IPDA em Campo Grande

Midiamax Publicado em 22/02/2015, às 17h21

None
face.jpg

Aproximadamente 200 pessoas frequentam os cultos na central da IPDA em Campo Grande

A morte de David Martins Miranda, 79 anos, missionário e fundador da Igreja Pentecostal Deus é Amor, gerou comoção nos membros da denominação em Campo Grande, uma das maiores de Mato Grosso do Sul.  Na central da Igreja, localizada na Rua Barão do Rio Branco, perto da antiga rodoviária da Capital, o pastor Charles Leandro, 45, comenta que David é um exemplo de líder, pois dedicou grande parte de sua vida à vida missionária. O evangelista sofreu um infarto na noite desse sábado (21)

“Ele era um grande homem de Deus, uma benção. Estive com ele durante reuniões da Igreja e víamos seu compromisso com a obra, nunca vi tirar férias. Em muitas das suas pregações do Templo da Glória, ele falava da palavra de Deus aos fiéis por mais de 3 horas em cada culto”, detalha o pastor. Cerca de 200 membros participam dos cultos na central da IPDA de Campo Grande.

De acordo com o pastor Charles, 77 igrejas estão espalhadas pelos bairros da Capital.  Conforme nota publicada no site da IPDA, hoje existem mais de 22 mil igrejas da denominação espalhadas no Brasil e no mundo. A Igreja foi fundada por David no dia 03 de junho de 1962

Morte

David Martins Miranda morreu às 23h45 de ontem. O corpo do missionário começou a ser velado às 8 horas no Templo da Glória de Deus, em São Paulo. O missionário era casado e deixa quatro filhos.

“A tristeza está por causa da notícia de um homem de Deus que partiu. Um homem cujas lembranças sempre serão de fé, amor, dedicação na obra do Senhor, entre outras qualidades notórias. Entretanto, a felicidade é em saber que ele está perto do que vive para todo o sempre: Jesus Cristo”, diz a nota de falecimento divulgada pela igreja. O velório de David seguirá até às 12 horas de terça-feira (24).

Jornal Midiamax