Geral

Com adesão de mais de dois mil caminhoneiros, termina paralisação no Estado

O último trecho liberado foi na BR-163 em Dourados

Diego Alves Publicado em 24/04/2015, às 22h29

None
2473eg_e67fl0omv8fbsbri7pppe4ahz6ti21c0h5g8adxja8etszl7_1.jpg

O último trecho liberado foi na BR-163 em Dourados

Mais de dois mil caminhões pararam em Mato Grosso do Sul, durante a manifestação dos caminhoneiros nesta sexta-feira (24), em trechos que somam aproximadamente 20 quilômetros é o que acreditam lideranças da categoria. De acordo com a PRF (Polícia Rodoviária Federal), não foi aplicada nenhuma multa.

Na manhã de hoje, a Superintendência da PRF (Polícia Rodoviária Federal) informou por nota que, o caminhoneiro que participasse do bloqueio na rodovia no Estado de Mato Grosso do Sul será multado em R$ 10 mil a hora. A medida se deve a uma decisão judicial que foi proferida na greve anterior dos transportadores de carga é que é considerada válida também para situações posteriores. Um dos últimos trechos a ser liberado foi na BR-163 em Dourados.

 A assessoria de imprensa da PRF, informou que como houve bom senso dos caminhoneiros que liberaram as rodovias no momento em que a Polícia Rodoviária Federal chegava aos locais, não foi preciso aplicar as punições.

A principal reivindicação dos caminhoneiros é a criação de uma tabela com o preço mínimo do frete, que não foi confirmada pelo governo. A medida é vista como inconstitucional pelo Planalto, que afirma não poder interferir no mercado.

Jornal Midiamax