Geral

Yahoo foi ameaçado com multas por lutar contra espionagem da NSA

O Yahoo divulgou planos para revelar alguns documentos importantes sobre o caso do PRISM, programa de vigilância internacional do governo americano que teve a participação de diversas empresa de tecnologia. A companhia diz ter sido ameaçada com uma multa altíssima diária caso se recusasse a acatar às demandas do governo. Em post público, Ron Bell, […]

Arquivo Publicado em 12/09/2014, às 13h16

None

O Yahoo divulgou planos para revelar alguns documentos importantes sobre o caso do PRISM, programa de vigilância internacional do governo americano que teve a participação de diversas empresa de tecnologia. A companhia diz ter sido ameaçada com uma multa altíssima diária caso se recusasse a acatar às demandas do governo.


Em post público, Ron Bell, conselheiro geral da empresa, revelou algumas informações sobre a disputa legal com a FISC (Corte de vigilância de informações estrangeiras), um tribunal secreto que autorizava as ações da NSA. Em um destes casos, o Yahoo diz que foi ameaçado com uma multa de US$ 250 mil por dia caso se recusasse a ceder informações dos usuários.


O Yahoo diz ter se envolvido em um processo que se arrastou por anos contra as demandas da FISC, por considerar “uma vigilância inconstitucional e exageradamente ampla”. A multa teria sido usada como uma ameaça em determinado ponto do processo.


A empresa ainda não revelou todos os documentos relacionados ao caso, que somariam mais de 1,5 mil páginas. Os dados só estão sendo divulgados agora graças a um caso recentemente fechado na FISC, mas boa parte do material segue sigiloso.

Jornal Midiamax