‘Xerifa da Rocinha’, mulher do traficante ‘Nem’, é presa novamente pela PF na Capital

A mulher do traficante Antonio Francisco Bonfim Lopes, o “Nem da Rocinha”, Danúbia de Souza Rangel, conhecida como ‘Xerifa’, foi novamente presa nesta sexta-feira (1º), na casa dela, na Vila Piratininga, em Campo Grande. Ela estava na Capital após conseguir na Justiça o direito de cumprir prisão domiciliar. De acordo com informações do jornal Extra, […]
| 02/08/2014
- 01:26
‘Xerifa da Rocinha’, mulher do traficante ‘Nem’, é presa novamente pela PF na Capital

A mulher do traficante Antonio Francisco Bonfim Lopes, o “Nem da Rocinha”, Danúbia de Souza Rangel, conhecida como ‘Xerifa’, foi novamente presa nesta sexta-feira (1º), na casa dela, na Vila Piratininga, em Campo Grande. Ela estava na Capital após conseguir na Justiça o direito de cumprir prisão domiciliar.

De acordo com informações do jornal Extra, dois mandados de prisão preventiva por tráfico de drogas e associação para o tráfico contra Danúbia foram cumpridos por agentes da Polícia Federal.
Os mandados foram expedidos na última semana, depois que desembargadores da 7ª Câmara Criminal foram contrários à decisão do desembargador Siro Darlan, que concedeu prisão domiciliar à mulher nos dois processos que ela responde. Danúbia deverá ser transferida para o Complexo de Bangu, no Rio de Janeiro, na próxima semana.

Na decisão de Darlan, o desembargador entende que não há indícios de que, em liberdade, Danúbia colocaria em risco a ordem pública ou a “aplicação da lei penal” e afirmou que a prisão está atrapalhando o direito à convivência familiar, já que Danúbia tem uma filha de 4 anos, fruto de seu relacionamento com o ex-chefe do tráfico na Favela da Rocinha.

Para o desembargador, de acordo com avaliação médico-psiquiátrica, a menina vem sofrendo com vários transtornos por causa da ausência da mãe e deixou de frequentar a escola na qual estava matriculada em Campo Grande.

A decisão ainda determinava que Danúbia deveria ser monitorada por equipamento eletrônico depois que deixar a prisão, porém, o Estado Não tinha o equipamento eletrônico.

Já na última terça-feira (22), desembargadores da 7ª Câmara Criminal foram contrários à decisão do desembargador Siro Darlan, que concedeu prisão domiciliar à mulher do traficante, após ter em mãos imagens dela saindo da residência para fazer atividades cotidianas. Com base nisso, o Tribunal decidiu que Danúbia retornasse ao Complexo de Bangu.

Veja também

Fenômeno foi constatado na galáxia Grande Nuvem de Magalhães

Últimas notícias