Geral

Xará de Bin Laden é indenizado em US$ 4,7 mi após insultos em Nova York

A sama Saleh, iemenita que vive em Nova York, ganhou na justiça uma indenização de US$ 4,7 milhões pela empresa em que trabalhava não ter feito nada quando foi atacado e insultado por outro funcionário por causa de seu nome e origem, publicou neste domingo o New York Daily News. Saleh recorreu à Justiça após […]

Arquivo Publicado em 08/06/2014, às 17h34

None

A sama Saleh, iemenita que vive em Nova York, ganhou na justiça uma indenização de US$ 4,7 milhões pela empresa em que trabalhava não ter feito nada quando foi atacado e insultado por outro funcionário por causa de seu nome e origem, publicou neste domingo o New York Daily News.


Saleh recorreu à Justiça após apanhar de um colega e fraturar a maçã do rosto. O homem se referiu a ele repetidamente como “terrorista” e “Bin Laden”, por ser xará do líder da Al-Qaeda.


Um júri federal decidiu na sexta-feira a favor de Osama e determinou que a empresa pague US$ 4,7 milhões a título de indenização pelo ataque, pelos danos emocionais sofridos e negligência da empresa.


A empresa, que teria minimizado a importância dos fatos e não tomou medidas contra o agressor, pode recorrer do valor, acrescentou o New York Daily News. “Ser chamado terrorista e Bin Laden é um insulto e uma ofensa para mim e para minha raça”, disse Saleh, 27 anos, ao jornal.

Jornal Midiamax