A enciclopédia virtual Wikipedia proibiu durante dez dias a edição de suas páginas feitas de computadores da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos depois que identificou algumas falsificações realizadas por acessos dos mesmos, informou o site de notícias ‘The Hill’.

A suspensão, que entrou em vigor na última quinta-feira, acontece depois que a Wikipedia identificou modificações proporcionando informações erradas por acessos feitos de computadores do Congresso americano em biografias e eventos significativos como a chegada do homem à Lua e o assassinato do ex-presidente John Kennedy (1961-1963).

Entre essas modificações está uma na página sobre o ex-secretário de Defesa dos EUA, Donald Rumsfeld, que é descrito como ‘um lagarto extraterrestre que se alimenta de bebês mexicanos’.

Além disso, foi descoberta uma alteração na página sobre o assassinato de Kennedy, na qual as informações sobre o acusado de seu assassinato, Lee Harvey Oswald, revelam que ele agiu ‘em nome do regime de Fidel Castro’.

Houve também alterações na seção sobre as teorias conspiratórias acerca da chegada do homem à Lua que, segundo uma modificação recente na Wikipedia, foram promovidas ‘pelo governo cubano’.

Mas, segundo o site ‘The Hill’, a mudança que levou a Wikipedia a tomar atitudes sobre o assunto foi a que ocorreu nas informações sobre o site ‘Mediaite’, um blog de notícias que escreveu recentemente sobre as mudanças anônimas feitas dos computadores da Câmara dos Representantes. O blog foi chamado de uma fonte de notícias ‘sexista e transfóbica’.

A proibição acontece após o lançamento recente de uma conta no Twitter, @congressedits, que faz um tweet automático todas as vezes que alguém modifica informações nas páginas da Wikipedia utilizando um computador com endereço de IP – o protocolo de internet – correspondente ao Congresso dos EUA.